Menu
SADER_FULL
quarta, 23 de junho de 2021
Busca
AGRICULTURA

Safra 2009/10 deve chegar a 141 milhões de toneladas

10 Out 2009 - 07h15Por Terra

Após colherem a segunda maior safra de grãos da história, os agricultores brasileiros começam o novo plantio com expectativa de ampliar a produção em até 6,5 milhões de toneladas. É o que indica o primeiro levantamento do ciclo agrícola 2009/10, realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e divulgado na última quarta-feira, dia 7/10, pelo ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes. Os números mostram que o Brasil deve colher no próximo ano, entre 139,06 e 141,62 milhões de toneladas, ou de 2,9% a 4,8% a mais que as 135,16 milhões de toneladas da safra passada.

O aumento da produção se deve à recuperação da produtividade, considerando que, na safra anterior, a estiagem nos principais Estados causou perdas, principalmente às culturas de milho e soja. Já a área plantada vai ficar entre 47,35 (-0,7%) e 48,06 milhões de hectares (+0,7%). “A intenção de plantio é boa e podemos recuperar o recorde de produção de 144,1 milhões de toneladas, da penúltima safra. O clima deve favorecer, mas só poderemos ter essa precisão nos próximos três meses”, disse o ministro. Segundo ele, se confirmadas as estimativas, o destaque desse período será a soja, que poderá bater mais um recorde.

O baixo preço do milho no mercado deve fazer com que as lavouras de soja ocupem parte da área que era destinada ao cereal. A previsão é de que os sojicultores cultivem de 22,28 (+2,6%) a 22,65 milhões de hectares (+4,2%). A produtividade média sobe 6,3%, atingindo 2,794 mil quilos por hectare. No total, a colheita deve ser concluída entre 62,26 (+9,1%) e 63,27 milhões de toneladas (+10,8%).

A produção do feijão primeira safra também deve crescer entre 5,5% e 8,5%, atingindo de 1,42 a 1,46 milhão de toneladas, com destaque para as lavouras do Paraná e São Paulo. Os plantios de algodão, arroz e milho primeira safra devem registrar diminuição de área. O primeiro cai entre 10,6% e 4,4%, ficando entre 753,4 a 805,6 mil hectares. A produção (pluma e caroço) está calculada entre 2,89 e 3,10 milhões de toneladas. Depois de uma produção recorde, a colheita de arroz também sofrerá queda, ficando entre 12,15 (-3,9%) e 12,27 milhões de toneladas (-2,9%). Já a área será mantida em 2,9 milhões de hectares. O milho primeira safra ocupará de 8,49 (-8,2%) a 8,71 (-5,7%) milhões de hectares. A produção deve ficar entre 32,79 a 34,04 milhões de toneladas.
 
Para o Sul do país, a Conab estima produção entre 57,85 (+8%) e 59,02 milhões de toneladas (+10,2%). No Sudeste, a colheita fica entre 16,35 (-3,7%) e 16,96 milhões de toneladas (-0,2%). Já no Centro-Oeste, o intervalo é de 48,89 (-0,4%) a 49,67 milhões de toneladas (+1,2%). A pesquisa foi realizada entre os dias 14 e 18 de setembro nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. No Norte e Nordeste, onde o plantio começa em dezembro, foram considerados os dados de área da safra anterior e a produtividade média dos cinco últimos anos, descartando os anos atípicos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JOGOS ONLINE
Expectativas para legalização de jogos de azar movimenta mercado internacional
Policial
Criança de 6 anos sofre trauma de crânio após cair de atração no Beto Carrero World
DOSE ÚNICA
Avião com 1,5 milhão de doses da Janssen chega amanhã, diz ministro
REAÇÃO CERTEIRA
Mulher flagra filha sofrendo estupro e esfaqueia pedófilo
VIOLENCIA DOMESTICA
Menina de 12 anos furta bisavô e leva 10 chibatadas da mãe por ordem do CV
MILIONÁRIO
Aposta única fatura prêmio de R$ 7 milhões da Mega-Sena
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em março
LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai