Menu
SADER_FULL
sábado, 12 de junho de 2021
Busca
Brasil

Hipertensos devem procurar médico antes de vacinação

23 Mar 2010 - 17h28Por Ministério da Saúde

Serão imunizados grupos com risco de complicações associadas a doença.

Vacina é segura, diz Ministério da Saúde.

Começou, na segunda-feira (22), a segunda etapa da vacinação contra a nova gripe no Brasil. E mesmo tendo uma doença crônica, ou seja, fazendo parte do grupo que deve ser imunizado nessa etapa, nem todos os pacientes precisam se vacinar contra a nova gripe antes de procurar por um médico. É o caso de pessoas com hipertensão.

"A hipertensão, por si só, não é um fator de risco para complicação pela influenza. Mas muitas vezes a hipertensão está relacionada a outras doenças cardiovasculares. O que nós orientamos é que as pessoas procurem seus médicos para saber se há indicação", diz o diretor de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde Eduardo Hage.

Nesta segunda etapa, serão vacinados os grupos que correm mais risco de ter complicações associadas a doença: grávidas, em qualquer período de gestação, bebês a partir de 6 meses e menores de 2 anos, pacientes de câncer e AIDS, pessoas de até 60 anos com doenças crônicas como diabetes, hepatite, hipertensão. O Ministério da Saúde espera vacinar 20 milhões de brasileiros nesse período.

O fato de a vacinação ser restrita a algumas faixas etárias não significa que as demais estão imunes. O que acontece é que não há tanta vacina. No Brasil, metade da população deve ser imunizada, de acordo com o Ministério da Saúde, o que reduz a circulação do vírus.

Pessoas alérgicas podem tomar a vacina sem problemas. Só não pode quem tem alergia a ovo. Uma preocupação comum é se a vacina contra a nova gripe tem efeitos colaterais fortes ou se pode levar alguém a desenvolver a doença. De acordo com o Ministério da Saúde, ninguém pega a gripe com a vacina e as reações costumam ser leves, como dores no corpo e febre baixa, que passam em até 48 horas.

"A vacina já foi utilizada em mais de 300 milhões de pessoas no mundo todo. Não têm sido registrados, comprovadamente, eventos adversos graves, ou mortes relacionados ao uso da vacina. Portanto, a vacina é segura", diz Hage.

Pessoas com obesidade mórbida devem se vacinar. Já os idosos com mais de 60 anos, e com doenças crônicas, não devem ir agora aos postos de saúde. Eles serão vacinados em outra etapa, que começa no mês que vem.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CÓDIGO DE TRÂNSITO
Mudanças no código de trânsito brasileiro e suas implicações para motoristas
ESPORTE PELO MUNDO
Em fase artilheira no Cazaquistão, lateral Bryan, ex-Cruzeiro, valoriza presença e relacionamento
FOTO: Só Notícias / Luan Cordeiro / ASSESSORIA COPA AMÉRICA 2021 - NO BRASIL
COPA AMÉRICA: Confira as 06 Seleções que jogarão na Arena Pantanal
biden vacinas capa 696x487 SOLIDARIEDADE
Biden anuncia que vai mandar vacinas para o Brasil e outros países
FENÔMENO RARO
Junho tem Eclipse Solar, Lua de Morango e dia mais longo do ano
PROTESTOS PELO BRASIL
29M pelo fora Bolsonaro chegou a mais de 200 cidades e ganhou as redes sociais
ATENTADO AO PUDOR
Prostitutas exibem partes íntimas no meio da rua, moradores reclamam, Vídeos
NA BRONCA
Bolsonaro aciona STF contra decretos estaduais que impõem restrições para conter Covid-19
BARBÁRIE
Homem encontra partes do corpo do filho em rio
FENÔMENO RARO
Super Lua de Sangue e Eclipse total acontece nesta quarta