Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 27 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

Deficit da Previdência poderá aumentar com desoneração da folha

26 Mai 2011 - 16h25Por G1

O ministro Garibaldi Alves (Previdência) disse nesta quinta-feira que os cofres da Previdência Social perderão R$ 4,9 bilhões para cada ponto percentual desonerado da folha de pagamentos.

Ontem, as centrais sindicais estiveram reunidas com o ministro Guido Mantega (Fazenda) para discutir a desoneração da folha de pagamento dos patrões.

Nesta reunião, uma das propostas que foi colocada é a desoneração completa da folha de pagamentos, zerando a alíquota da contribuição previdenciária patronal, que hoje é de 20%.

Para compensar o rombo na Previdência, a intenção do governo é criar um imposto que incida sobre o faturamento das empresas.

As centrais sindicais se reuniram nesta quinta-feira com o ministro Garibaldi Alves para reivindicar mudanças nas aposentadorias. Entre as solicitações, está o fim do fator previdenciário. O ministro disse que tem duas propostas para substituição do fator.

"Eu estou defendendo a substituição do fator pela [fixação] da idade mínima ou a fórmula 85/95. A proposta mais transparente é a da idade mínima", afirmou Garibaldi.

De acordo com o ministro, a questão do fator previdenciário será discutida em reunião que ocorrerá no próximo dia 2 de junho no Palácio do Planalto. Participarão do encontro as centrais sindicais, o secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho, e o ministro Garibaldi Alves.

A proposta da Previdência para o fim do fator previdenciário é a fixação da idade mínima da aposentadoria em 65 anos e a adoção da fórmula 85/95.

Esse procedimento permite a aposentadoria integral quando a soma da idade com o tempo da contribuição previdenciária atinge 85 anos para as mulheres e 95 anos para os homens.

Além do fim do fator previdenciário, as centrais também reivindicaram um reajuste único para todos aposentados e pensionistas em relação ao salário mínimo.

Outra solicitação foi a manutenção da política de recuperação do salário mínimo até 2023.

Segundo o ministro, diante da complexidade das propostas, foi criado um grupo de trabalho para analisar o assunto. Uma reunião final para a apresentação das soluções das propostas foi marcada para o dia 21 de junho.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TURISMO 2021
Turismo 2021: O que esperar do Turismo Brasileiro no próximo ano?
SUA SAÚDE
Carnes de bichos selvagens podem transmitir parasitas, vírus e até matar
SEU BOLSO
Petrobras reajusta gasolina e diesel em 5% a partir desta quarta-feira
SONHOS INTERROMPIDOS
Pais perdem filho de 7 anos em tragédia na BR-376: "Passaram o dia montando a casa para receber ele"
AUXILIO POPULAÇÃO
Governo federal aprova auxílio emergencial para 196 mil pessoas
UTI LOTADAS
13 crianças com covid estão em estado grave em Cuiabá
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Mãe descobre estupro ao desconfiar que filha de 12 anos tinha ciúmes do padrasto
VIRUS A SOLTA
Caixão com corpo que tinha identificação de risco biológico por Covid é achado em estrada
TRAGEDIA NA RODOVIA
Jovem fez vídeo antes de morrer em acidente no Paraná: 'Devagar, motora'
FATALIDADE
Padre cai de pedra em cachoeira e corpo é encontrado em poço