Menu
SADER_FULL
sábado, 19 de junho de 2021
Busca
Brasil

Dagoberto diz ter ouvido de Dilma que PT está livre em MS

9 Nov 2009 - 14h41Por Mídia Max

O deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT) informou ao Midiamax que em conversa recente com a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, ouviu dela que o PT de Mato Grosso do Sul não está incluído na negociação com o PMDB que reivindica que os petistas desistam de candidaturas ao governo em alguns estados. “O que ela me diz é que o Zeca do PT é candidato e que Mato Grosso do Sul não está na negociação com o PMDB”, relata o deputado federal.

Dilma é a pré- candidata do PT à presidência da República e conquistou o apoio do PMDB, mas precisa resolver pendências regionais para garantir que a aliança seja referendada na convenção peemedebista em junho. Além de MS, há dificuldades de conciliação em Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Pará e Bahia.

Dagoberto Nogueira assegura ainda ter ouvido de outros ministros do PT próximos ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva que não há qualquer interesse em interferir no Estado. O deputado travou uma verdadeira batalha para direcionar o PDT para uma aliança com os petistas.

Conseguiu que a Executiva Nacional interferisse no Diretório Regional. O então presidente da legenda, deputado estadual Ary Rigo que supostamente defendia a aliança com o governador André Puccinelli (PMDB) que tentará a reeleição em 2010 foi deposto.

O deputado quer ser candidato ao Senado na chapa de Zeca do PT fazendo uma dobradinha com o senador Delcídio o Amaral que tentará a reeleição.

“Agora, eu sou mais candidato do que nunca. O PDT está renovado e oxigenado”, analisa. No ano que vem, estarão em disputa duas vagas ao Senado, o grupo do governador André Puccinelli realiza prévias para saber quem será o candidato do PMDB, estão na disputa Waldemir Moka e Valter Pereira.

Além disso, o prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad, não descarta a possibilidade de ser ele o candidato do PMDB. André cederá a outra vaga na chapa aos aliados. Um nome cotado é o vice-governador Murilo Zauith (DEM).

Dagoberto garante que não se intimida em enfrentar nomes tão expressivos ao Senado. “Pode vir Moka, Nelsinho, seja quem for que eu dou um coro em todo mundo”, assegura.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai
COPA X VIRUS
'Desse jeito, o vírus vai levantar a taça', diz deputado após 52 infectados na Copa América
FAMOSIDADES
Apresentador mostra fotos de viagens românticas com filha de Faustão e se declara
SEIS DIAS DE TERROR
Homem mata uma família e aterroriza moradores em seis dias de fuga deixando rastros de crimes
TRISTEZA E COMOÇÃO
Jovem engenheiro morre em acidente com moto e comove cidade
MUI AMIGO
Homem obriga mulher de amigo a fazer sexo oral e leva surra em delegacia
DOENÇA DO SÉCULO
Homem de 33 anos deixa carta de despedida e tenta pular de ponte
ABSURDO
Família registra boletim de ocorrência após vitima de covid ser sepultado em cemitério errado