Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 19 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Aprovado acordo sobre armas entre Brasil e Paraguai

9 Out 2009 - 08h08Por Diário MS
O Senado aprovou o texto do memorando de entendimento entre o Brasil e o Paraguai para a cooperação no combate à fabricação e ao tráfico de armas de fogo, munições, acessórios, explosivos e outros materiais correlatos. O acordo havia sido celebrado em Assunção, em 23 de novembro de 2006 e foi promulgado pelo Senado pelo decreto legislativo 696/2009. O texto foi publicado no Diário Oficial da União de ontem.

Com isso deve aumentar as ações de combate na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai. Segundo a Agência Brasil, levantamento da Polícia Federal aponta que seis das 17 cidades usadas como pontos de entrada de armas ilegais no país estão nas fronteiras de Mato Grosso com a Bolívia e de Mato Grosso do Sul com o Paraguai.
Nas rodovias da fronteira sul do Estado, sobretudo na região de Dourados já foram feitas várias apreensões de armas e munições oriundas do Paraguai pela polícia. O principal ponto de entrada de armas seria a cidade de Pedro Juan Caballero, que faz fronteira com Ponta Porã.

Em função do combate ao tráfico de armas, drogas e também outros produtos contrabandeados, o Ministério da Justiça já anunciou que pretende reforçar a ação na região. Recentemente, foi anunciada a instalação de uma base militar do Exército no Assentamento Itamarati, em Ponta Porã. Mas, o Ministério Público Federal já se manifestou contra.

No local, bem próximo à fronteira, em Ponta Porã e Antônio João, há uma pista de pouso e hangar que poderiam ser utilizados como base para aviões e helicópteros das Forças Armadas. Essas forças ajudariam a Polícia Federal no combate ao tráfico.

Na quarta-feira, durante inspeção à Operação Laguna o assunto voltou à tona. O ministro da Defesa, Nelson Jobim, afirmou que MS é ponto central para as Forças Armadas. Jobim disse à imprensa, durante entrevista coletiva em Campo Grande, que o Exército poderá ter poder de polícia para combater o narcotráfico na região de fronteira. A medida consta em um pacote de leis que será elaborado pelo Governo Federal para reestruturar as Forças Armadas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TSUNAMI NO BRASIL?
Brasil pode ser atingido por tsunami; entenda
SERPENTE
Rapaz de 18 anos é atacado por jararaca durante pescaria
TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões
LIÇÕES DA BÍBLIA
Uma rua de mão dupla
LATROCINIO
Dupla invade casa, tranca mulher e crianças em quarto e mata homem degolado