Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 24 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Remédio anticâncer testado só em rato é vendido na internet

30 Mar 2007 - 04h38
Pacientes estão comprando pela internet um medicamento experimental contra o câncer, segundo relatou a revista científica Nature. O remédio, chamado DCA, encolheu tumores em testes realizados em ratos, mas ainda serão necessários anos para iniciar os testes em humanos.

Segundo a Nature alguns pacientes em estado terminal estão tomando o remédio, pois não querem esperar pela conclusão da pesquisa. A revista sugere que cerca de 200 pessoas no mundo teriam comprado o medicamento pela internet.

Especialistas britânicos em tratamento de câncer alertaram os pacientes para o fato de que não há provas de que o DCA seja benéfico, e o medicamento pode até causar problemas.

Ratos

O DCA, ou dicloroacetato, é uma pequena molécula que bloqueia uma enzima na mitocôndria - que gera energia e também controla o ´suicídio´ das células.

Evangelos Michekalis, da Universidade de Alberta, no Canadá, investigou o medicamento e descobriu que células cancerosas desligavam o mecanismo de suicídio.

O médico realizou testes em ratos que mostraram que o DCA pode reiniciar o mecanismo que leva ao suicídio da célula e levar estas células à morte. Os tumores encolheram em cerca de 75% dentro de três semanas. Outro trabalho mostrou que o DCA pode matar células cancerosas humanas em laboratório, mas nenhum paciente recebeu o medicamento para tratar o câncer.

Reputação

Michelakis e outros médicos estão preocupados. Ele afirmou que o uso do medicamento por estes pacientes pode prejudicar os esforços para realizar um julgamento controlado de efeitos colaterais prejudiciais que possam ocorrer e pode dar ao remédio uma reputação ruim.

"Está destruindo os esforços para fazer isto da maneira certa. De qualquer forma que analisemos, é um desenvolvimento negativo", afirmou.

A Food and Drug Administration, órgão americano responsável pela aprovação e liberação do consumo de medicamentos e alimentos pelo público, está investigando a compra do DCA pela internet.

Especialistas afirmam que pacientes em estado terminal querem tentar o que estiver disponível, pois eles sentem que não têm mais nada a perder.

O professor John Troy, da organização de pesquisa britânica Cancer Research UK, disse que "aconselha com veemência" que os pacientes não comprem o DCA.

"O DCA não foi testado para esta finalidade. O DCA pode não ajudar e, de fato, pode até ser prejudicial quando dado a pacientes com câncer", disse.

"É compreensível que pessoas com câncer tentarão quase qualquer coisa para tratar da doença. Mas não há provas para dar apoio ao uso do DCA no tratamento do câncer. Pacientes devem continuar consultando seus especialistas para aconselhamento."

 

 

Estadão

Deixe seu Comentário

Leia Também

BBB 19
Vanderson é eliminado e vai prestar depoimentos sobre casos de agressão
INVESTIGAÇÃO
Mourão volta a dizer que é preciso investigar Flávio Bolsonaro e punir se for o caso
HEROI
Porteiro ganha homenagem: salvou criança de 3 anos que caiu na piscina (VIDEO)
FAMOSIDADES
Aos 67 anos, Amado Batista assume namoro com jovem de 19 anos de idade
LUTO - TV
Ator Caio Junqueira morre no Rio uma semana após acidente
ANJO DA GUARDA
Amigo dá lar a mulher que viveu 40 anos internada no HC
MAMATA
General corta contratinho de R$ 30 milhões para manter jornalistas no exterior
PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes