Menu
SADER_FULL
segunda, 22 de outubro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Leia o artigo “ESPORTE E SAÚDE” de Antonio Néres

6 Jul 2004 - 08h08

ESPORTE É SAÚDE


*Antonio Néres

A atividade física, analisada sob um enfoque amplo, é considerada como sinônimo de vida saudável. Interpretada frente a aspectos específicos e criteriosos, por profissionais da área de saúde, o conceito pode ser bem outro. As fatalidades acometem inclusive atletas olímpicos em meio a competições de alto nível, como sabemos.

Ciclicamente, nossos governantes dão sinais de interesse e incentivos às práticas esportivas - especialmente quando os índices de popularidade estão em baixa ou se avizinha alguma eleição. Investem em campanhas publicitárias usando clichês bem chamativos, patrocinam eventos, distribuem uniformes e materiais esportivos em geral, entregam premiações e fazem alguns investimentos em espaços e equipamentos destinados aos esportes. Exames de saúde que comprovem a capacidade do suposto atleta para realizar esforços determinados, nem pensar. Na mesma esteira, professores de Educação Física e direções de estabelecimentos de ensino, na ânsia de demonstrarem superioridade - falsa - nos trabalhos por eles desenvolvidos junto aos alunos, movidos pela vaidade, por cobranças estapafúrdias ou quem sabe em virtude de motivos ainda menos louváveis, lançam crianças, em plena fase de desenvolvimento corporal, em competições que podem comprometer de forma irreversível a funcionalidade do organismo delas, embora seja imperceptível prematuramente o efeito nocivo causado pelo esforço demasiado.

Ser atleta não é uma simples questão de opção ou oportunidade como querem fazer crer alguns mais afoitos, mas, também, de aptidões diversas que precisam ser muito bem interpretadas previamente e posteriormente trabalhadas com critérios, empenho e muita seriedade, observando ainda aspectos climáticos e nutricionais indispensáveis, caso contrário não passa de mera aventura cujos resultados são imprevisíveis quando não desastrosos - pura irresponsabilidade, melhor definindo. Cabe assim ressaltar que, em casos específicos, bem identificados, o sedentarismo pode ser menos prejudicial que atividades físicas incompatíveis para determinados indivíduos. Igualmente, não se pode afirmar que os esportes afastam os jovens das drogas, pois, lamentavelmente, às vezes, ocorre o contrário, exemplos não faltam.

Temos excelentes faculdades de Educação Física, ótimos professores e infra-estrutura que não devemos nada a ninguém dos grandes centros. É preciso que haja um pouco mais de dedicação no sentido de esclarecer melhor, principalmente em alguns aspectos, que bem esclarecidos trariam benefícios efetivos para a própria atividade. Fora disso, é o mesmo que para eliminar o carrapato, matar o boi.

O autor é radialista e jornalista(néres@terrafm.com.br)

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

DISPUTA ACIRRADA
Vox Populi: Distância cai para 6 pontos
AGRESSÃO
Justiça manda penhorar bens de Dado Dolabella para pagar indenização a camareira agredida
HOMICÍDIO - 17 TIROS
Empresário é morto com 17 tiros; acusados estão detidos
ACIDENTE DE TRANSITO
Carros capotam após batida; criança de 5 anos ficou ferida
POLITICA
TSE abre investigação para apurar suposto crime eleitoral de Bolsonaro
FAMOSIDADES
Jair Bolsonaro teria causado a separação de Neymar e Bruna Marquezine
NOVELA GLOBAL
Segundo Sol: Após suborno e tentativa de estupro, Remy se entrega a polícia para deixar Luzia livre
REALITY SHOW
Perlla é eliminada de A Fazenda com 22,64% dos votos
RETA FINAL
'Segundo sol': Antes de ir para a cadeia, Luzia pede: 'Continuem procurando por Remy! Ele está vivo!
CASO LETICIA
Adolescente morta a facadas contou a amigos que pai estuprou a tia na sua frente:'Tinha quatro anos'