Menu
SADER_FULL
sexta, 22 de março de 2019
prefeitura VICENTINA Março 2019
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Cresce o número de empresas sem empregados

14 Out 2004 - 09h22
O número de empresas sem empregados no país está crescendo. A constatação é do Cadastro Central de Empresas, organizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Os dados são referentes ao ano de 2002. Segundo a pesquisa, o número de sócios e proprietários no país aumentou 12,3% de 2001 para 2002. O percentual é superior ao crescimento do total de pessoal assalariado, de 5,7%. O resultado intensifica a tendência já verificada em 2001, quando o aumento do número de sócios e proprietários foi de 8,1%.

Em 2002 foram registradas cerca de cinco milhões de empresas e outras organizações. Deste total, 90,5% eram empresas, 0,3%, órgãos de administração pública, como administração central, saúde, ensino, defesa e seguridade; e 9,2% eram entidades sem fins lucrativos. Entre o pessoal assalariado, o rendimento médio mensal foi de R$ 840,13, o que correspondia a 4,3 salários mínimos.

O número de empresas que contam apenas com a mão-de-obra de seus proprietários chega a 68,3% do total de 4,5 milhões existentes. O principal destaque ficou com o Comércio, que concentrou 55,8% das empresas. Em seguida, atividades imobiliárias, aluguéis e serviços prestados às empresas, com 13,9%, e as indústrias de transformação, com 8,2%.

A quase totalidade das empresas sem empregados, ou 99,4%, contam com até quatro proprietários e ocupam 96,1% dos sócios e proprietários. Empresas com número maior de proprietários são, em sua maioria, cooperativas.

Na comparação com 2001, o número de empresas formadas apenas por sócios ou proprietários aumentou 6,3% e passou de 2,9 milhões para 3,1 milhões de unidades.

As novas empresas sem empregados concentraram negócios em atividades ligadas ao comércio varejista de artigos de vestuário, materiais de construção, peças para automóveis, lojas de conveniência, de equipamentos e materiais para escritório e informática e em atividades ligadas ao setor de serviços, como lanchonetes, restaurantes, transporte rodoviário, serviços de arquitetura e engenharia, assessoria e gestão empresarial. Estas atividades normalmente exigem pouco investimento em capital.
 
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

JARDIM - MS - TRILHA SUBMERSA
Chuvas mais uma vez deixa a Trilha do Recanto Ecológico Rio da Prata submersa, ASSISTA
CRIATIVIDADE
Mulher consegue emprego após 5 horas no semáforo com cartaz
BONITO - MS - PACOTE DE PÁSCOA
Que tal curtir o feriado de Páscoa em Bonito MS?, confira o pacote especial do Águas de Bonito
TERROR NA ESCOLA
Homem é morto a tiros enquanto buscava filho na escola
TARADÃO
‘Peladão’ aterroriza mulheres em bairro nobre
MUNDO MEDONHO
Apaixonada pelo genro, sogra rouba nudes dele no celular da filha
QUEIMOU
Mulher queima partes íntimas do marido ao descobrir que ele abusava da filha – Veja VÍDEO
ASSALTANTES
Ônibus de turismo é parado a tiros por ladrões. Motorista foi baleado
SOFRE BULLYING
Estudante posta foto com pistolas e ameaça invadir escola
DROGAS
Mulher morre após cinco horas de sexo sem interrupção