Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 21 de agosto de 2019
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Bancada federal do PMDB é coagida a votar, diz Waldemir Moka

25 Out 2004 - 17h49
 

O deputado federal Waldemir Moka (PMDB) diz que o ministro das Comunicações, Eunício de Oliveira, que é do partido, chegou a ameaçar de rompimento para forçar a bancada na Câmara Federal a votar. O PMDB está obstruindo a pauta, negando-se a votar as numerosas medidas provisórias do governo Lula.

“Mas o nosso líder (José Rodrigues Borba, do Paraná) manteve a posição, sintonizado com a maioria da bancada”, elogiou Moka. De acordo com o sul-mato-grossense, o presidente nacional do partido, Michel Temmer, convocará nova reunião apenas após o segundo turno para decidir se a legenda mantém ou muda de posição e nisso estarão incluídos prefeitos, parlamentares e presidentes de diretórios de todo o país.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

FATALIDADE
Menina de 7 anos é atacada por pitbull e morre na casa dos avós
CRIMINOSO FORAGIDO
Ataque com machadinha deixa alunos e professora feridos em escola
POLEMICA II
Após polêmica, deputado diz que não existe PL de poliamor ou casamento entre mães e filhos
CONFISSÃO
Filhos investigam e descobrem que pai matou a mãe há 37 anos
MAL SUBITO
Policial militar tem mal súbito e morre no mesmo dia que descobriu que seria pai
NOVELA GLOBAL
Régis oferece vender loja para dar dinheiro a Maria da Paz em 'A dona do pedaço'
POLÊMICA
Vale Tudo: projeto libera casamento entre mães e filhos e revolta MS
100 VERBAS
Emissão de CPF e restituição do IR podem ser suspensas pela Receita
100 PENA
'Não tem que ter pena', diz Jair Bolsonaro sobre uso de atirador de elite após sequestro de ônibus
ACIDENTE TRÁGICO
Morte de três profissionais em acidente comove a cidade