Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 18 de novembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Atendimento no Procon aumenta 66% com informatização

24 Mai 2007 - 11h13
A partir da informatização, ocorrida na terça-feira (22), a média de atendimento no Procon (Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor) passou de 60 para 100 atendimentos diários, aumento de 66,66%. A intenção do governo do Estado é agilizar a assistência aos consumidores, buscando solucionar o problema o mais breve possível.

No total, 28 novos computadores foram comprados com recursos do Fundo Estadual de Defesa do Consumidor. Além disso, 65 servidores do órgão passaram por um treinamento de cinco dias com técnicos do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec), através de um convênio com o Ministério da Justiça.

 

De terça-feira (22) até hoje (24) de manhã, o Procon registrou 227 atendimentos. Desse total, 43% são referentes a serviços essenciais (água, luz e telefonia), 29% a assuntos financeiros (bancos e financiadoras) e o restante, troca ou defeito de produtos e eletrodomésticos.

 

Nesse período, a maior parte das reclamações foi feita pelo sexo feminino (56%) e 44% pelo sexo masculino. A faixa etária mais atendida no órgão é de 31 a 40 anos e não há registro de reclamações por pessoas com menos de 20 anos e mais de 60 anos. Os horários de pico no atendimento do Procon ocorrem às 8 horas, 10 horas e às 15 horas.

 

Segundo o superintendente do Procon, Wilian Douglas de Souza Brito, nesses primeiros dias os consumidores já estão conferindo a agilidade do novo modelo de atendimento. “O Procon deixou de ser um órgão punitivo para gerar mais solução para o consumidor”, afirma.

 

O superintendente explica que, após a reclamação, o órgão entra em contato com a empresa ou envia uma Carta de Investigação Preliminar (CIP), dando prazo de 10 dias para que o problema seja resolvido. Se solucionada, a questão não vira processo. “Tentamos uma solução rápida; apenas os casos mais graves de lesão ao consumidor são automaticamente transformados em processos. A maior parte das grandes empresas disponibilizou uma linha direta para o Procon”, conta Willian.

 

Atendimento extra e consulta pela internet

 

O Procon também está realizando um atendimento extra. Segundo o superintendente, as pessoas que vão fazer reclamações sobre questões que não competem ao órgão, recebem um atendimento preliminar e são encaminhadas aos locais devidos, levando uma carta de encaminhamento do Procon. Dentro de um mês, o consumidor também poderá ter acesso ao processo via internet, na página do Procon, que está em fase de construção.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO GOVERNO
Desistência de general para ministério leva crise ao QG de Bolsonaro
ASSASSINATO
Câmeras flagram dupla efetuando mais de 30 tiros contra homem; veja o vídeo
TRISTEZA
Menino de 10 anos comete suicídio após a prisão do pai
MALDADE
Câmera de segurança flagra homem colocando fogo em casinha comunitária para cachorros
FATIMASSULENSES EM UBATUBA (SP)
Fatimassulenses, alunos do Vicente Pallotti fazem curso de biodiversidade marinha em Ubatuba (SP)
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Gabriel se declara para Luz e os dois se beijam
MULHERES TEM QUE DENUNCIAR
Jovem posta foto com rosto inchado para denunciar agressão do namorado
ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto