Menu
LIMIT ACADEMIA
quinta, 18 de outubro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

André define quatro prioridades para MS

19 Abr 2007 - 08h00
O governador André Puccinelli (PMDB) está elaborando um plano de ação que inclui quatro prioridades a serem desenvolvidas durante os quatro anos de seu mandato. Ele passou o dia ontem em Brasília e hoje deve se reunir com assessores para acertar novos detalhes.
O Diário MS apurou que a preocupação maior do governo estadual diz respeito ao setor de transportes (gente e produtos). O montante de recursos a ser investido não foi revelado, já que parte virá através do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) do governo federal.
A primeira prioridade se refere ao poliduto que deverá ligar o porto de Paranaguá (PR) a Campo Grande. O objetivo é que o Estado envie álcool e traga gasolina, se adequando à nova logística mundial de consumo e produção do etanol. O plano prevê inclusive o funcionamento de um porto modal em Bataguassu.
De acordo com levantamentos técnicos, em 10 anos, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul serão responsáveis por quase a metade da produção de álcool de todo o país. Pelos estudos, MS produzirá 20% e MT, 24% do álcool combustível nacional.
A segunda prioridade será o suprimento de energia elétrica no Estado. A meta é a implantação de dois novos linhões, atendendo principalmente o consumo de usinas de açúcar e álcool. Ao mesmo tempo, o investimento no setor proporcionará vantagens para a instalação de indústrias em MS.
A terceira prioridade está voltada às estradas. O ponto principal será a implementação da pavimentação asfáltica na MS-340, a partir de Campo Grande, passando por Santa Rita do Pardo, Brasilândia e terminando na ponte de Paulicéia, sobre o rio Paraná, na divisa com o Estado de São Paulo. O empreendimento, de acordo com o governo, irá baratear o escoamento da produção agrícola. Neste item está também a estadualização das BRs 163 e 267 (no trecho entre Nova Alvorada do Sul e Bataguassu).
Finalmente, a quarta prioridade do pacote é a adequação de aeroportos, começando pelo de Campo Grande e seguindo para os de Dourados, Chapadão do Sul, Naviraí e Bonito. Neste caso, o objetivo é aumentar o fluxo de passageiros (incluindo turistas) e o transporte de cargas.
 
 
Diário MS

Deixe seu Comentário

Leia Também

CASO LETICIA
Adolescente morta a facadas contou a amigos que pai estuprou a tia na sua frente:'Tinha quatro anos'
MOTIVO FUTIL
Camera ajuda na indentificação de Homem que confessa ter matado mulher após falhar na "Hora H"
A CASA CAIU
Rapaz é agredido pelas sete namoradas que descobriram traição
SEGUNDO SOL
Beto confronta Karola: 'Você roubou a vida de outra mulher'
DEFICITÁRIAS
Correios fecham 02 agências no MS e 39 no país
VICENTINA - LEILÃO ELETRÔNICO
Justiça realizará leilão eletrônico de imóveis urbanos e trator de VICENTINA
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Conclusão do Comperj deve gerar 8 mil vagas em 2019
LUTO NO JORNALISMO
Morre Gil Gomes, jornalista policial, aos 78 anos, em São Paulo
SELEÇÃO BRASILEIRA
Brasil vence a Argentina com gol de Miranda nos acréscimos e conquista o Superclássico
HORARIO DE VERÃO
Início do horário de verão não será adiado, informa o Planalto