Menu
SADER_FULL
terça, 13 de novembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

A convite de Puccinelli, Resende pode deixar PPS

10 Jul 2007 - 07h36
A saída do deputado federal Geraldo Resende do PPS para se filiar ao PMDB está mais próxima. Nesta segunda-feira, o deputado admitiu, em entrevista ao Diário MS, que pode trocar de partido para ser o candidato do governador André Puccinelli (PMDB) à Prefeitura de Dourados nas eleições de 2008. A saída do PPS, ao qual está filiado desde 1998, é vista por Resende como “o único caminho” na construção de uma candidatura forte à sucessão municipal.

Novamente convidado na semana passada a se filiar ao PMDB pelo governador e pelo presidente estadual da legenda, o deputado federal Waldemir Moka, Geraldo Resende disse que o processo está “se afunilando”. Nos próximos dias, ele deve discutir a saída do PPS com lideranças nacionais e dirigentes estaduais do partido.

Ao participar de ato na Governadoria, na manhã desta segunda, Moka disse que Geraldo Resende pode ser o candidato do PMDB à Prefeitura de Dourados. O apoio pode ser o “empurrãozinho que faltava” para Resende deixar o PPS.

“Quero continuar no PPS, mas as circunstâncias podem me levar a fazer outra opção partidária”, afirmou Resende.

Ele nega que a decisão de trocar de partido já tenha sido tomada, mas fala como se a saída da legenda socialista já estivesse certa: “Sei que haverá manifestações para eu ficar, mas tenho os olhos voltados para a minha cidade, onde quero desenvolver um projeto de governo diferente. Vou tentar sensibilizar os companheiros do PPS que o quadro político de Dourados poderá me levar a tomar essa decisão”, disse Resende.

O deputado afirmou que dificilmente conseguiria o apoio de André Puccinelli para ser candidato a prefeito caso permaneça no PPS. “O governador não vai apoiar outro candidato senão o de seu partido”, afirmou. Para ele, a possível filiação ao PMDB pode ser o “caminho menos pedregoso” do que permanecer no PPS, apesar de a legenda socialista ser aliada de André.

Resende disse ter recebido também convites do PDT e do PSB para ser candidato a prefeito de Dourados. “No PDT, o convite partiu do deputado Dagoberto Nogueira e do PSB veio do presidente nacional da legenda, Eduardo Campos, e do deputado federal Ciro Gomes, meu amigo pessoal”, declarou Resende.

Caso Resende troque o PPS pelo PMDB para ser candidato a prefeito, a legenda de André Puccinelli passará a ter dois postulantes à candidatura. O outro é o deputado estadual Ari Artuzi, filiado ao PMDB desde o ano passado.
 
 
Diário MS

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSIDADES
Susana Vieira está com leucemia, mas a doença está controlado, diz assessoria
NOVELA GLOBAL
Marina Ruy Barbosa é a heroína de 'O sétimo guardião': 'Luz foge do tradicional'
CONSTRANGIMENTO
Claudia Leitte quebra silêncio e desabafa sobre polêmica com Silvio Santos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Concursos oferecem mais de 1 mil vagas e salários de até R$ 6,6 mil no MS
NOVA EQUIPE
Bolsonaro intensifica processo de transição esta semana em Brasília
ESPORTE EM TOUROS
VÍDEO: Peão de MS morre após ser pisoteado por touro em rodeio no interior de SP
ULTIMO CAPITULO
Globo exibe último capítulo de Segundo Sol e assunto bomba
DE GLÓRIA DE DOURADOS PARA O MUNDO
Ana Karla é convidada especial da Hyundai para um talk show neste sábado em São Paulo
1ª INDIGENA NO GOVERNO
Índia da equipe de Jair Bolsonaro já atuou com Cauã Reymond e foi moradora de rua
FINAL DE NOVELA
Valentim beija Rosa em gravação que vai ao ar no fim de 'Segundo sol'; veja mais detalhes