Menu
SADER_FULL
quarta, 3 de junho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
EMOÇÃO DEMAIS

Bebê acorda do coma e sorri para o pai, após 7 meses

A alegria de Michael Labuschagne, de um ano e meio, reduziu a angústia e preocupação que atormentaram a família, da cidade de Bristol, na Inglaterra.

4 Nov 2019 - 14h26Por Só Notícia Boa

Esse bebê lindo felizmente acordou do coma após 7 meses e adivinha… deu esse sorriso gostoso para o pai.

A alegria de Michael Labuschagne, de um ano e meio, reduziu a angústia e preocupação que atormentaram a família, da cidade de Bristol, na Inglaterra.

Michael entrou em coma após acordar sem fôlego, em 15 de março. Ele foi levado para a emergência do hospital local de Bristol com parada cardíaca e foi induzido ao coma pela equipe médica.

Lá ele passou os últimos sete meses e agora vai precisar fazer uma cirurgia no coração.

Mas o garotinho se mostrou muito mais forte do que a medicina acreditava e voltou a abrir os olhos.

O sorriso

A primeira reação de Michael foi sorrir para o pai, Stuart Labuschagne, assim que acordou.

A felicidade ficou ainda mais completa depois que exames não apontaram danos cerebrais causados pela parada cardíaca.

Mas a luta pela vida continua. Os médicos descobriram nele uma doença rara chamada fibroma cardíaco –um tumor anexado dentro da câmara esquerda do coração – condição tão incomum que nenhum médico da Inglaterra consegue realizar uma operação.

Desesperados, os pais de Michael entraram em contato com várias famílias que passaram pelo mesmo problema e encontraram um hospital infantil em Boston, nos Estados Unidos, que tinha histórico em operar pacientes de fibroma cardíaco com 100% de sucesso.

“Quando os médicos nos disseram sobre o diagnóstico de Michael, ficamos arrasados. Sentimos que estávamos esperando que ele desaparecesse e, quando descobrimos sobre Boston, não acreditávamos realmente”, disse Emma Labuschagne, ao Sky News.

Vaquinha

Outro problema era o valor da cirurgia: 115 mil libras (R$ 592 mil), sem contar com voos e acomodações nos Estados Unidos.

Os Labuschagne fizeram, então, uma campanha de arrecadação na internet e conseguiram bem mais: 160 mil libras (R$ 824 mil) em doações, graças à participação do ex-treinador de futebol, Harry Redknapp.

“Não podemos acreditar, estamos surpresos. Estamos muito agradecidos pela gentileza de todos e agora poderemos cobrir qualquer coisa extra para a cirurgia de Michael, como antibióticos ou oxigênio”, comemorou a mãe.

O dinheiro que não for utilizado será entregue para famílias de outros pacientes.

A cirurgia de Michael deve acontecer apenas em abril de 2020, quando seu coração estiver maior e mais forte. Enquanto isso, o bebê ficará em casa com um desfibrilador e marcapasso.

Michael Labuschagne - Foto: reprodução / IstoÉ

 

Michael Labuschagne – Foto: reprodução / IstoÉ

Deixe seu Comentário

Leia Também

FÁTIMA DO SUL - CIA DO BICHO
Cia do Bicho de Fátima do Sul é destaque no programa Homeo Pet TV, Assista
MUNDO MEDONHO
Sacerdote é preso após decapitar homem como 'sacrifício à deusa pelo fim da pandemia'
MUNDO MEDONHO
Mulher sai para beber com amigos e volta com tartaruga na vagina
FRIO, AR SECO E COVID-19
Frio, ar seco e covid-19, 'vassourinhas' do sistema respiratório ficam preguiçosas com o frio
SOBREVIVEU A COVID-19
Idosa de 103 anos comemora cura da Covid-19 bebendo cerveja
INDIGNAÇÃO
Morte de homem negro asfixiado por policiais nos EUA gera indignação internacional
CASO RARO
Homem que nasceu sem pênis faz sexo pela primeira vez aos 45 anos. Veja como
BARBÁRIE
Jovem é espancada e queimada viva por multidão no meio da rua
PROVA DO CRIME
Papagaio repete as últimas palavras de mulher assassinada e é usado como prova do crime
EFEITO CORONAVIRUS
Pedro Juan Caballero corre risco de falir com 5 mil empresas fechadas