Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 25 de julho de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Economia

Dólar opera em alta e atinge maior patamar desde o final de 2008

29 Set 2014 - 14h01Por G1

O dólar opera em alta nesta segunda-feira (29) em comparação com o real, após pesquisa Datafolha mostrar que a presidente Dilma Rousseff (PT) abriu vantagem sobre Marina Silva (PSB) nas intenções de voto para o primeiro turno e passou a ter vantagem numérica sobre a rival no segundo turno. A moeda norte-americana atingiu o maior patamar desde o final de 2008 nesta manhã.

Perto das 14h, a moeda norte-americana subia 1,31%, a R$ 2,4476 na venda. No final da manhã, a cotação chegou a superar os R$ 2,45.

A cenário eleitoral também influencia a bolsa de valores nesta segunda-feira. As ações da Petrobras têm queda de cerca de 9%, e puxam a queda da Bovespa, onde o principal indicador recuava perto de 4% no início da tarde.

"O mercado entrou com todas as fichas numa vitória da oposição e pagou para ver. O que a gente está vendo hoje é a reversão desse movimento", disse o gerente de câmbio da corretora Treviso, Reginaldo Galhardo, à Reuters.

"Se isso se confirmar (avanço de Dilma) nas próximas pesquisas, o céu é o limite para o dólar", afirmou o gerente de câmbio da corretora Fair, Mário Battistel, para quem a moeda norte-americana pode ir acima de R$ 2,50 no curto prazo.

O cenário externo também impulsionava o dólar nesta segunda-feira. Investidores evitavam comprar ativos de maior risco por cautela antes da divulgação do relatório de emprego dos Estados Unidos na sexta-feira, levando a divisa norte-americana a subir contra moedas emergentes, como as do Chile e do México.

Em Brasília, o diretor de Política Econômica do BC, Carlos Hamilton, minimizou o efeito da alta do dólar sobre a inflação.

"Não questionamos o fato de que o câmbio tem repercussão na inflação. O repasse do câmbio para a inflação hoje é bem menor do que era há 10, 15 anos atrás. Houve um aprendizado importante dos agentes econômicos a respeito de como o câmbio flutuante funciona", afirmou.

"Houve uma aprendizado de como o câmbio pode ir para um lado e para o outro. A intensidade do repasse [da alta do dólar para a inflação] depende do tamanho da variação do câmbio e de quão permanente essa variação é percebida pelos agentes. E também da posição cíclica da economia. Se está em expansão, moderação ou se está em recessão. Admitindo que é volátil, os agentes não estão vendo isso como permanente. É um aspecto relevante do ponto de vista da inflação".

O dólar fechou em baixa em relação ao real após dia de instabilidade na sexta-feira (26), após ter chegado ao patamar de R$ 2,43 durante o dia, em meio a preocupações com as políticas monetárias dos Estados Unidos e da Europa e com o cenário eleitoral no Brasil. A moeda norte-americana caiu 0,57%, a R$ 2,416. Na semana, a moeda teve alta de 1,82% e no mês, de 7,91%. No ano, há valorização de 2,18%.

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) também operava em queda nesta segunda, puxada pelas ações da Petrobras, que caíam mais de 9%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FOTO: NOTÍCIAS E CONCURSOS BOLSA FAMÍLIA 2021
Novo Bolsa Família de R$ 300 pode ser financiado; veja como
INVESTIMENTOS DO GOVERNO MS
Governo fará reforma geral da Escola Inácio Silvestre Monteiro, na área rural de Caracol
AÇÕES DO GOVERNO MS
Governador sanciona LDO, que prevê receita de R$ 18,47 bilhões para MS em 2022
SURPRESA
Servidor público vai buscar informação e é surpreendido ao ser aposentado em uma hora em MS
MS FORTE
Azambuja afirma que MS será um dos primeiros estados a retomar atividades econômicas
MICROCRÉDITO
MS Contrata + abre pré-cadastro para programa de Microcrédito com juro zero
TERMELÉTRICAS
Agepan fiscaliza duas usinas termelétricas em campanha para garantir disponibilidade de energia
INVESTIMENTOS DO GOVERNO MS
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
OPORTUNIDADE
Caixa abre 10 mil vagas de emprego; veja como concorrer
VIRALIZOU
Promoção em loja dá o que falar na web: "Baixamos as calças, estamos quase dando"