Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 23 de junho de 2021
Busca
Brasil

Zeca diz que deseja esclarecer injustiça de promotores

28 Jan 2010 - 16h16Por Dourados News

“Sempre  enfrentei de  peito aberto meus problemas sem a prerrogativa dos que se escondem atrás de mandatos. Se cometemos alguns  erros, temos que ter humildade para corrigi-los, por isso queremos justiça com esta ação”. A afirmação é do ex- governador Zeca do PT, após prestar  depoimento nesta manhã ao corregedor Anisio Santos, a pedido do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), no prédio do MPE (Ministério Público Estadual), no Parque dos Poderes.

 

Zeca diz que pretende “esclarecer de vez a irresponsabilidade  das acusações  que fizeram contra mim. Este grupo de promotores só  trabalhou no sentido de me perseguir, depois que deixamos o governo nunca mais moveram uma palha em nada, usaram o MP para fazer política partidária, contra minha pessoa”.   

 

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) determinou abertura de processo administrativo disciplinar para investigar a atuação de um procurador e cinco promotores de Justiça de Mato Grosso do Sul responsáveis por investigação contra o ex-governador José Orcírio Miranda dos Santos e que teve inicio  na manhã de hoje com previsão de resultado final em pelo menos quatro meses. Em dezembro, o ex-governador Zeca do PT acionou o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), que determinou abertura de processo administrativo disciplinar para investigar a atuação dos responsáveis por investigação contra o próprio ex-governador.

 

“Tomei a iniciativa de abrir processo não contra o Ministério Público Estadual [...], mas contra o Sottoriva e o grupo dele”, esclareceu o ex-governador. Conforme ato do procurador-geral de Justiça, Miguel Vieira da Silva, a comissão foi composta pelos procuradores Silvio Cezar Maluf, Wilson Fortes e Anízio Bispo dos Santos e vai investigar os promotores Gilberto Robalinho da Silva, Marcus Fernandes Sisti, Clóvis Amauri Smaniotto, Silvio Amaral Nogueira de Lima e Jiskia Sandri Trentin e o procurador de Justiça, Marcos Antônio Martins Sottoriva.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

APOSTAS NO BRASIL
É legal apostar em esportes no Brasil?
CRIME BRUTAL
Mulher é encontrada morta com rosas, uma aliança nas mãos e frase cruel escrita na testa
TRAGEDIA
Casal é encontrado morto no banheiro com o chuveiro ligado
VEJA VÍDEO
Servidora não deixa lençol sujar com sangue de bandido e viraliza na internet
LUTO NA TV
Apresentador do Balanço Geral morre vítima da covid
COPA AMÉRICA
Com mudanças, Brasil encara Colômbia para garantir liderança do grupo
JOGOS ONLINE
Expectativas para legalização de jogos de azar movimenta mercado internacional
Policial
Criança de 6 anos sofre trauma de crânio após cair de atração no Beto Carrero World
DOSE ÚNICA
Avião com 1,5 milhão de doses da Janssen chega amanhã, diz ministro
REAÇÃO CERTEIRA
Mulher flagra filha sofrendo estupro e esfaqueia pedófilo