Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 2 de julho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Vazio sanitário da soja vigora até 30 de setembro em MS

5 Jul 2010 - 07h58Por Conjuntura Online

Os produtores rurais de Mato Grosso do Sul precisam ficar atentos quanto ao vazio sanitário, medida que evita o surgimento de focos da ferrugem asiática nas plantações de soja, orienta a Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS) .

O vazio acontece no período de 01 de julho e 30 de setembro, tendo em vista que 90 dias antes de iniciar o plantio do grão, que começa em outubro, não pode haver o cultivo de soja. Até mesmo a sobrevivência de brotos da antiga safra, chamados de tigueiras, pode ser fator de manutenção da praga.

O vazio sanitário da soja foi instituído em 2006 em nove estados como medida para evitar que o fungo causador da ferrugem se prolifere no final da entressafra.

Em Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins, São Paulo e Minas Gerais a interrupção do plantio do grão acontece a partir de 1° de julho. No Maranhão e Bahia, começa em 15 de agosto, com duração de 60 dias. Nos demais estados o período do vazio sanitário da soja é de 90 dias.

De acordo com o assessor de agricultura da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS ), Lucas Galvan, a medida é a estratégia mais eficiente para o controle da ferrugem asiática.

“O vazio é uma forma do produtor controlar os focos de ferrugem na plantação, utilizando menos fungicida e diminuindo o custo da produção e os impactos ambientais”, enfatiza. Galvan ressalta que o produtor que não aderir a medida está sujeito a multa nas fiscalizações da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária, Animal e Vegetal).

A Famasul e o governo do Estado desenvolveram cartilhas educativas que orientam os produtores sobre os benefícios em praticar o vazio sanitário. A entidade, por meio dos sindicatos rurais, e a Iagro realizam trabalhos de conscientização da classe produtora.

Em 2008, a Iagro aplicou 383 multas durante a fiscalização do vazio sanitário. Foram visitadas 4,6 mil áreas de plantio (que podem ser na mesma propriedade), em um total de um milhão de hectares percorridos em 58 municípios. Das multas aplicadas, 134 foram devido à verificação da existência de brotos remanescentes da safra 2007/2008. As outras 249 autuações foram por falta de cadastro das áreas utilizadas no plantio.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ELEIÇÕES 2020
Câmara dos Deputados aprova em primeiro turno adiamento das eleições municipais de 2020
100 INTERMEDIÁRIO
Venda direta de etanol das usinas para postos pode aumentar concorrência, diz Bolsonaro
CICLONE BOMBA NO BRASIL
CICLONE BOMBA: Sobe para 10 o número de mortos no Sul do país, VEJA OS ESTRAGOS
FURIA DA NATUREZA
Ao menos nove pessoas morreram devido a ciclone que atingiu Região Sul
NOTÍCIA BOA - BORA COMPARTILHAR
Teste de vacina de COVID-19 funciona e Pfizer pode produzir 1 bi de doses
FÁTIMA DO SUL - INAUGURADO
Fátima do Sul é a escolhida para a 4ª Unidade do Posto Alvorada que comemora 20 anos de sucesso
COVID-19
Brasil tem 1.409.693 casos de Covid-19, aponta consórcio de veículos da imprensa em boletim das 8h
TORMENTA
Tempestade e ventos fortes causam destruição em cidade: “Parece filme de terror”
DIDI
Renato Aragão deixa a Globo, após 44 anos
+ 1.200 REAIS
Governo vai aceitar pagar mais duas parcelas de R$ 600 do auxílio emergencial