Menu
SADER_FULL
quinta, 2 de dezembro de 2021
ASSEMBLEIA DEZEMBRO 2021
Busca
Brasil

Universitários reclamam de transporte público

25 Fev 2010 - 15h48Por Dourados News

Mal iniciaram as aulas e o e-mail do jornal Dourados News foi “bombardeado” de reclamações de estudantes que necessitam usar o transporte público para irem até o campus da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) e da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul). “Já vivemos novamente a novela dos ônibus da Medianeira”, diz um aluno revoltado.

Segundo ele, um ônibus quebrou quando voltavam para casa e eles tiveram que se “espremerem” em outro articulado que já estavam com passageiros. “Um horror, não sei quando esse descaso vai acabar”, diz ele. 

 “Mandam um ônibus sem condições para a rodovia, graças a Deus que nunca aconteceu um acidente grave, só por milagre mesmo”, afirma. Segundo o mesmo aluno, corre um “boato” na universidade de que a tarifa aumentaria de R$ 2,30 para RS2,50. O último aumento foi seguido da promessa de que melhorariam os serviços. Outra questão é que não tem cobrador. Esse fato ampliaria mais a confusão, mas foi desmentido pela empresa.  

Uma funcionária da UEMS também nos relatou um caso. De acordo com ela, no primeiro dia de aula da UFGD, ela chegou ao ponto as 6h40 e passaram três ônibus lotados e não pararam. A mulher, então, conseguiu entrar no quarto ônibus, mas que estava sem cobrador. “O motorista tem que ficar parado ate cobrar de todo mundo, ai fomos as 7h05, quando chegamos em frente ao quartel o ônibus quebrou e ficamos ate as 7:35 para conseguir pegar outro”, relata.

No mesmo dia, às 16h, quando retornava, o  coletivo ficou parado em frente ao mesmo local, com mais de 30 pessoas no ponto e o motorista precisava cobrar primeiro a passagem de todos para depois sair, explica a mulher. “Ai vem correndo muito pra cumprir o horário e assim vai dias...mês e ano esse sufoco”. 

Ela questiona ainda que não existe concorrência e isso prejudica mais. “Os ônibus velhos, sujos, sem fiscalização alguma, sem segurança e somos obrigados a aceitar isso”, conclui. 

Outro acadêmico diz que já foram pregadas charges nos veículos, em forma de chamar a atenção para o motivo que os ônibus estariam lotados. De acordo com elas, seria porque os universitários deixam para ir nos últimos horários. “Ora, como eles querem que peguemos os primeiros horários? muitas pessoas trabalham. Por favor, não tapem o sol com a peneira”, finaliza.  

Horários 

 

Os horários disponibilizados pela empresa durante a manhã:  

5h40, 6h, 6h15, 6h20, 6h30, 6h45, 6h50, 7h, 7h05, 7h10, 7h25  

10h55, 11h10, 11h15, 11h30, 12h05 

 

Os horários disponibilizados pela empresa durante a tarde e a noite: 

17h55, 18h30, 18h35, 18h40, 18h45, 18h50, 19h15  

22h, 22h30, 22h35, 22h40  



Leia Também

DOENTIO
Mulher descongela geladeira e encontra corpo de bebê escondido em sacola
PONTE BIOCEÂNICA
Ponte Bioceânica vai ganhar nova data de lançamento; Bolsonaro e Marito participam
AÇÕES DO GOVERNO MS
Com estados da região Sul, Azambuja quer integração ferroviária e união para redução de carbono
PIX SAQUE
Pix Saque começa hoje:comércio vê nova ferramenta como chamariz para clientes,mas teme por segurança
TRAGÉDIA NA LINHA DO TREM
vítima comemorou aniversário do marido um dia antes de morrer com a filha em acidente com trem
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 229 óbitos e 9,2 mil novos casos
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid-19: Brasil registra 303 mortes e 12.126 casos em 24 horas
DESESPERO
Vídeo: veja momento em que calçada cede e pessoas caem em rio
PÂNICO NO AEROPORTO
Vídeo mostra passageiros gritando e muito desespero em avião da Azul; veja
EMBOSCADA
Jovem morre após ser atingida por tiro na cabeça