Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 19 de setembro de 2021
Busca
Brasil

UFGD traz MV Bill a Dourados para conferência e show

11 Nov 2009 - 15h46Por Wikipédia

A Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) traz para Dourados nesta quinta-feira (12), para uma conferência e um show, o rapper MV Bill, integrante da Central Única das Favelas (CUFA), do Rio de Janeiro.

A participação de MV Bill será durante o III Seminário de Assuntos Estudantis da UFGD onde estão sendo discutidos temas como a Universidade e a Sociedade: espaços, ações e direções e a construção de concepções, práticas e imaginários que aprofundam as relações entre a universidade e a sociedade periférica, entendida como aquela que se situa social, econômica e culturalmente mais distante do espaço universitário.

MV Bill participará da última conferência do evento, com o tema Sociedade e Universidade: quais espaços, ações e direções?, e na oportunidade lançará o livro: Falcão, mulheres do tráfico. Essa conferência acontecerá às 13h30, na Escola Municipal Arthur Campos Mello (Rua Ernesto de Carvalho, 815, Cachoeirinha). E às 19h, o rapper fará um show na praça Antônio João, com participação do grupo Fase Terminal, um dos cinco finalistas do Rap Popular Brasil Festival (RPB Festival), que aconteceu em outubro, no Rio de Janeiro.

Saiba quem é MV Bill

Nascido na Cidade de Deus, no Rio de Janeiro, Alex Ebinaldo Barbosa é um cantor de rap brasileiro. Como músico, participou da coletânea Tiro Inicial, que revelou novos talentos do rap brasileiro tais como Gabriel, o Pensador, em 1993, ainda como integrante de um grupo.

Antes de se decidir pelo rap, Bill chegou a cantar um samba-enredo composto por seu pai na quadra de uma escola de samba. Mais tarde adotou a alcunha de MV (Mensageiro da Verdade) Bill.

Com letras marcadas pela denúncia social, lançou em 1998 o disco CDD Mandando Fechado pelo selo Zâmbia, relançado pela Natasha Records/BMG um ano depois com o título Traficando Informação. Ainda em 1999, participou do Free Jazz Festival, evento praticamente sem tradição com artistas de rap brasileiro da periferia, sem apoio da grande mídia. Em 2001, ganhou o prêmio de Melhor Videoclipe de Rap por Soldado do Morro no Video Music Brasil. No ano seguinte, lançou o álbum Declaração de Guerra.

Ele é o autor, junto com Celso Athayde, do famoso livro e documentário Falcão - Meninos do Tráfico. O documentário é o mais famoso de sua carreira. Ele conta a história de dezessete meninos envolvidos com o tráfico de drogas e suas vidas em diversas favelas; dos dezessete, apenas um sobreviveu. O sucesso do livro resultou no álbum Falcão, O Bagulho é Doido lançado em 2006.

Como escritor, é autor também do livro Cabeça de Porco, lançado em 2005 e co-escrito por Celso Athayde e Luiz Eduardo Soares.

MV Bill também foi um dos fundadores da Central Única de Favelas, a CUFA, que é responsável por várias atividades sócio-educativas realizadas em várias favelas, entre elas a Liga Brasileira de Basquete de Rua.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TSUNAMI NO BRASIL?
Brasil pode ser atingido por tsunami; entenda
SERPENTE
Rapaz de 18 anos é atacado por jararaca durante pescaria
TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões
LIÇÕES DA BÍBLIA
Uma rua de mão dupla
LATROCINIO
Dupla invade casa, tranca mulher e crianças em quarto e mata homem degolado