Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 27 de setembro de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

UEMS discute direitos de crianças e adolescentes em MS

26 Out 2010 - 05h21Por Assessoria

Foi inaugurada a extensão sul-mato-grossense do Observatório Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS). No simpósio de abertura, realizado em Dourados, a coordenadora local do núcleo, Vera Lúcia Guerra, citou um mapeamento inicial em que foram identificadas 45 ações somente da UEMS voltadas à promoção de direitos. “Estou certa ainda de que, na realidade, esse número não representa nem a metade de todas as iniciativas que nós temos destinadas a promover o direito das crianças e dos adolescentes dentre as 15 unidades,”, afirma Vera. O evento contou com a presença do coordenador geral do Observatório Nacional, Claudio Roberto Stacheira, e da sistematizadora do projeto, Silza Maria Pasello Valente.

A estratégia adotada pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) para promover as discussões e ações do Observatório Nacional pelo Brasil tem sido as parcerias com universidades estaduais. De acordo com Stacheira, as instituições estaduais de ensino foram escolhidas para a ação, por serem mais prontamente capazes de regionalizar as políticas publicas de promoção dos direitos infantojuvenis. Ao todo, 12 universidades representantes de todas as regiões do Brasil estão integradas ao Observatório Nacional.

O reitor da UEMS, Gilberto Arruda, confirma a identidade regionalista das universidades estaduais. De acordo com o reitor, mais da metade das vagas em instituições publicas de ensino superior pelo Brasil são oferecidas por universidades estaduais, em um total de 55%. Arruda reafirmou o compromisso de dar andamento às atividades do Observatório Nacional em MS. “Quando a universidade pública consegue formar pessoas mais humanas e sensíveis, ela está efetivamente cumprindo sua função social”, afirma o reitor.

Além de ser um espaço de promoção de políticas públicas, o objetivo do núcleo UEMS do Observatório Nacional é estimular, em MS, o surgimento de projetos de ação que atendam à demanda local por assistência à criança e ao adolescente. Demandas que vão, por exemplo, desde a prostituição infantil em comunidades ribeirinhas, até a exploração do trabalho infantil.


Deixe seu Comentário

Leia Também

Motorista registrou a travessia de uma jiboia na avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. FORA DO HABITAT
VÍDEO: motorista flagra jiboia cruzando pista de avenida no RJ: 'olha isso'
Só queria que me entendessem sem preconceito! PRECONCEITO
Jovem é expulso de casa ao assumir namoro com mulher trans
Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas
o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo PRESIDENTE NA ONU
Bolsonaro diz que brasileiros receberam mil dólares de auxílio
Imagem: Reprodução/Balanço Geral Londrina FUGA EM MASSA
Presos fogem de cadeia após surto de Covid-19
Material estava dentro de uma bexiga e enrolado com fita isolante PROFUNDEZAS DO CRIME
8 celulares e outros materiais são retirados do ânus de preso