Menu
SADER_FULL
quarta, 23 de junho de 2021
Busca
Brasil

TSE mantém cassação dos direitos políticos de Nelson Cintra

2 Dez 2009 - 14h07Por Mídia Max

O plenário do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) rejeitou, ontem, agravo regimental interposto pela defesa e manteve o voto do relator, o ministro Arnaldo Versiani, que cassa os direitos políticos do prefeito de Porto Murtinho, Nelson Cintra (PSDB), por três anos, também de sua vice Rosângela Batista e multa ambos em R$ 10 mil. O TSE, portanto, mantém decisão do juiz de primeira instância, em parte, já que além de cassar os direitos políticos e aplicar multa, o magistrado de Porto Murtinho havia cassado o mandato do prefeito.

No TRE (Tribunal Regional Eleitoral) a decisão do juiz foi reformada, prevalecendo apenas a perda dos direitos políticos do prefeito e da vice, e a multa. O advogado de defesa recorreu ao TSE, o relator do caso, Arnaldo Versiani, em decisão monocrática no início do mês negou provimento e manteve a punição ao prefeito e sua vice. O advogado, então, apelou para o pleno do TSE, e também perdeu.

A denúncia apresentada no juízo de primeira instância era de que o prefeito teria dado folga a servidores, promovido carreata com carros do município e ainda criado um jornal para promovê-lo justamente no período de eleições do ano passado, quando se reelegeu por diferença de apenas 12 votos contra o candidato do PT, Heitor Miranda, irmão do ex-governador Zeca do PT.

No TSE, prevalece apenas a denúncia da confecção do informativo com intenção de auto-promoção, acatada pelo relator. Ele escreve: “A análise cuidadosa dos autos revela que o informativo editado pela Prefeitura de Porto Murtinho teve início em janeiro de 2008. Dos autos constam 12 folhetos, sendo certo que o nome do Prefeito é mencionado 30 (trinta) vezes. A média, pois, é de mais de duas menções por exemplar. Além disso, constam dos impressos ao menos sete fotos do então candidato ao cargo de Prefeito daquela cidade.”

No entender do ministro, o conteúdo do jornal excedeu “o caráter da propaganda institucional”, e ele enumera as razões:

“1) A administração Nelson Cintra, utilizando recursos próprios da municipalidade, realizou a reforma da Casa das Bombas (f. 90);

“2) A escola foi construída na administração Nelson Cintra, com recursos próprios da municipalidade (f. 91);

“3) O prefeito de Porto Murtinho, Nelson Cintra Ribeiro, participou das festividades alusivas aos 44 anos de emancipação político-administrativa de Antônio João (f. 92);

“4) Esta ação da administração Nelson Cintra visa lembrar que ‘à páscoa cristã é a vida nova em Cristo ressuscitado’ (f. 93); “5) Os programas sociais desenvolvidos pela administração Nelson Cintra, conduzidas pela primeira-dama, cuidam das famílias e dos jovens em situação de risco (f. 94).

O ministro entende que “o informativo editado pela Prefeitura realçou, por demais, a figura do então candidato ao cargo de chefe do Poder Executivo Municipal. A rigor, não se tratava, como faz querer crer o recorrente, de propaganda institucional, mas sim de promoção pessoal dissimulada.”

A irregularidade está, segundo o ministro, no uso de dinheiro público para promover as ações do prefeito. “Assim, o então candidato à reeleição não poderia, de modo algum, utilizar-se de dinheiro público para promover seu nome e vinculá-lo a obras da prefeitura sem o reconhecimento de desrespeito ao (sic) parâmetros constitucionais da moralidade.

Recurso

Logo após a manifestação do relator, o advogado Ronaldo Braga, que defende o prefeito Nelson Cintra, prometeu recorrer ao STF (Supremo Tribunal Federal) caso tivesse o recurso rejeitado pelo pleno do TSE. Em correspondência eletrônica ao Midiamax datada de 21 de novembro, o advogado informou: ”No caso da confirmação da decisão monocrática, ingressaremos com o Recurso Extraordinário perante o Supremo Tribunal Federal para que o aprecie e possa modificar a decisão emanada do plenário do TSE”.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

APOSTAS NO BRASIL
É legal apostar em esportes no Brasil?
CRIME BRUTAL
Mulher é encontrada morta com rosas, uma aliança nas mãos e frase cruel escrita na testa
TRAGEDIA
Casal é encontrado morto no banheiro com o chuveiro ligado
VEJA VÍDEO
Servidora não deixa lençol sujar com sangue de bandido e viraliza na internet
LUTO NA TV
Apresentador do Balanço Geral morre vítima da covid
COPA AMÉRICA
Com mudanças, Brasil encara Colômbia para garantir liderança do grupo
JOGOS ONLINE
Expectativas para legalização de jogos de azar movimenta mercado internacional
Policial
Criança de 6 anos sofre trauma de crânio após cair de atração no Beto Carrero World
DOSE ÚNICA
Avião com 1,5 milhão de doses da Janssen chega amanhã, diz ministro
REAÇÃO CERTEIRA
Mulher flagra filha sofrendo estupro e esfaqueia pedófilo