Menu
SADER_FULL
segunda, 6 de julho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Trigo tem perda de 70% em Dourados

2 Set 2004 - 17h08
A colheita de trigo e milho na safrinha já registra novo prejuízo aos produtores rurais de toda a região de Dourados. A colheita, que deveria ser a salvação das lavouras após a safra de soja - com quebra de 70% -, apenas trouxe mais prejuízos e preocupação aos agricultores. De acordo com a Aeagran (Associação dos Engenheiros Agrônomos da Grande Dourados), o trigo, com área plantada de 100 mil hectares na região, teve uma quebra de safra em torno de 70%. "Novamente os fatores climáticos prejudicaram a produção. Desta vez, o excesso de chuvas trouxe doenças, que praticamente dizimaram as plantações", afirmou o presidente da Aeagran, Ângelo Ximenes.

Assim como o trigo, o milho também sofreu os impactos climáticos do inverno. As geadas no mês de junho prejudicaram o desenvolvimento da planta, que estava em fase de formação de espigas. "A colheita da safrinha foi um verdadeiro desastre. Agora, a próxima safra será marcada pela cautela e assistência técnica reforçada", declarou o engenheiro agronomo.

O milho, com 80 mil hectares plantados, terá colheita entre 25 e 55 sacas por hectare. Para o trigo, a previsão é de 30 sacas por hectare.

Cotação
De acordo com Ximenes, a próxima safra acontece ainda este mês, com a plantação de milho, e em outubro, na safra de soja. Segundo ele, a recuperação do prejuízo só poderá ser feita com uma colheita de qualidade e bons preços. "Os agricultores já investiram em insumos, sementes e maquinários. Agora, o preço da safra colhida deverá ser bastante alto, para compensar os prejuízos anteriores", afirmou.

A saca de soja, atualmente, está sendo cotada por aproximadamente US$ 12. A expectativa é que o milho seja cotado na casa dos R$ 14; trigo a R$ 20 e a soja por R$ 37.

Prejuízo
O agricultor Valdemir Souto Qualhoto já contabiliza os novos prejuízos obtidos com a safrinha. Ele prevê uma colheita inferior a 20 sacas de milho e trigo por hectare plantado. Ele conta que plantou 300 hectares de milho e 160 hectares de trigo em uma propriedade em Dourados. Agora, a expectativa é recuperar o prejuízo acumulado na próxima safra de soja. "Tivemos duas quebras de safra acumuladas e esperamos que a próxima colheita seja bastante proveitosa", afirmou o produtor.
 
MS Notícias

Deixe seu Comentário

Leia Também

PRESIDENTE NA LINHA
Bolsonaro está com sintomas de covid-19 e aguarda resultado de exame
CICLONE BOMBA
Efeitos do Ciclone: mais de 12 mil residências ainda estão sem energia elétrica
LIVE
Mulher de Porchat não foi a única: veja outros casos de nudez em lives
ECONOMIA
Nova gasolina a partir de agosto; combustível será mais caro, mas deixará veículos mais econômicos
SOS EDUCAÇÃO
Sem computador e sem dinheiro, alunos de baixa renda desistem do Enem
ENTREVISTA NO SBT
Roberto Cabrini traz entrevista exclusiva com Frederick Wassef nesta segunda
100 AULAS
Ensino Público vive "apagão" na pandemia com alunos sem acesso às aulas on-line
BRASIL - 64.909 MORTES
País soma 1.604.683 casos confirmados de Covid-19 e 64.909 mortes pela doença.
VACINA CONTRA COVID-19
Dose da vacina contra a Covid-19 poderá custar R$ 22
APLICATIVO - TECNOLOGIA
Como a Binomo Funciona no Modo App Em 130 Países, Inclusive para Residentes Brasileiros