Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 14 de maio de 2021
Busca
Brasil

Sob o olhar de Felipão, Palmeiras vence Santos e encosta no G4

16 Jul 2010 - 08h50Por Folha Online

Sob os olhares do técnico Luiz Felipe Scolari, que foi apresentado hoje e acompanhou o clássico das tribunas, o Palmeiras venceu o Santos por 2 a 1, nesta quinta-feira à noite, no Pacaembu, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o triunfo, o time alviverde quebrou um jejum de quatro jogos sem vencer pela competição --a última vitória havia sido contra o Grêmio por 4 a 2, em 22 de maio, pela terceira rodada do torneio.

Assim, a equipe do Parque Antarctica pulou para a sétima colocação, com 12 pontos --mesma pontuação de Flamengo, Cruzeiro e Santos, que ocupa a quarta posição. O time da Vila Belmiro leva vantagem no saldo de gols (4 contra 2 dos rivais).

Felipão, que vai fazer oficialmente sua estreia no domingo, quando o Palmeiras enfrenta o Avaí, fora de casa, assistiu ao jogo ao lado do supervisor Galeano e passou informações para o auxiliar técnico Flávio Murtosa, que ficou no banco de reservas.

No confronto diante do Santos, o time do Parque Antarctica não pode contar com três de seus principais jogadores: Marcos e Pierre, machucados, além de Cleiton Xavier, negociado na quarta-feira pela Traffic com o FC Metalist Kharkiv, da Ucrânia.

Deola venceu a disputa com Bruno e foi escalado para substituir o ídolo palmeirense. A defesa ainda teve Vitor, Danilo, Léo e Gabriel Silva. O meio de campo foi formado pelos volantes Edinho, Márcio Araújo e Marcos Assunção, além de Lincoln, que completou o setor.

O ataque teve Ewerthon e Kleber, que fez sua reestreia oficial pelo clube.

O Santos também teve desfalques importantes. Robinho, que retornou aos treinamentos na última segunda-feira após ganhar uma semana de folga, pediu para não jogar. Contundidos, o lateral-esquerdo Léo e o meia Marquinhos também ficaram de fora.

O meia Paulo Henrique Ganso, que passou por uma cirurgia no joelho, começou no banco de reservas. Ele entrou no segundo tempo na vaga de Madson. Aposta das categorias de base, Alan Patrick começou como titular, mas teve uma atuação discreta.

Negociado com o Dínamo de Kiev, André participou normalmente da partida. Ele formou o setor ofensivo ao lado de Neymar.

O jogo

A clássico começou muito movimentado. Logo aos 12min, o Palmeiras abriu o placar. A zaga do Santos afastou mal, Kleber ajeitou para Ewerthon, que encheu o pé e acertou o ângulo do goleiro Rafael: 1 a 0.

Com o gol, o time alviverde recuou e passou a explorar os contra-ataques. No entanto, não conseguiu encaixar nenhuma jogada em velocidade. Quando avançava ao ataque, a equipe procurava valorizar a posse de bola.

Já o Santos teve o domínio territorial. Porém, esbarrava no último passe e criou muito pouco.

No segundo tempo, o treinador santista, Dorival Júnior, voltou com Paulo Henrique Ganso na vaga de Madson. Porém, a primeira chance de gol foi do Palmeiras. Após uma boa troca de passes, Ewerthon recebeu livre e concluiu, Rafael defendeu.

A resposta do Santos foi na sequência. Maranhão tentou de fora da área e Deola espalmou para escanteio.

Com a vitória parcial, Flávio Murtosa colocou o volante Tinga, que veio da Ponte Preta, na vaga de Lincoln. Já Dorival sacou Alan Patrick e optou pela entrada de Zé Eduardo. Marcel ainda entrou no lugar de Neymar.

No entanto, a alteração palmeirense surtiu mais efeito. Aos 21min, Tinga desceu pela direita e chutou cruzado, a bola desviou em Edu Dracena e entrou: 2 a 0.

Com o placar favorável, o Palmeiras manteve a tática de explorar o contra-ataque, enquanto o Santos tentava diminuir. Aos 38min, após um cruzamento para a área, o zagueiro Léo falhou e a bola sobrou para Marcelo, que dominou e encheu o pé: 2 a 1.

Nos últimos minutos, o time santista pressionou, mas não conseguiu chegar ao empate.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada