Menu
SADER_FULL
quinta, 13 de maio de 2021
Busca
Brasil

Sindicato quer que MPT investigue as 180 demissões no JBS/Bertin

13 Set 2010 - 14h55Por Fátima News com assessoria

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Carnes e Derivados de Campo Grande – STICCG pediu ao Ministério Público do Trabalho, investigação da demissão de 180 funcionários do JBS/Bertin, na semana passada. O vice-presidente da entidade, Vilson Gimenes Gregório protocolou na sexta-feira documento no setor de fiscalização, para que o órgão pública interceda em favor dos trabalhadores, que teriam sido demitidos por razões políticas. “Nós entraríamos em greve nesta terça-feira, na empresa, por descumprimento de acordo firmado conosco”, comentou o sindicalista.

No documento ao MPT o sindicato explica que realizou assembléia geral dia 24 de agosto, com trabalhadores do Bertin que teriam autorizado o sindicato a deflagrar greve na empresa por descumprimento do Acordo Coletivo de Trabalho 2010/11. Depois disso a entidade enviou ofício à empresa notificando a decisão tomada pelos trabalhadores. “Temos informações de que a empresa teria feito a demissão dos 180 funcionários e que ouros mais seriam demitidos caso a greve se confirmasse”, comentou Gimenes.

“Não temos dúvida de que a empresa está praticando ato anti-sindical, uma vez que está ameaçando os trabalhadores e trabalhadoras de sua indústria a não participarem da greve noticiada pelo sindicato que os representa”, argumenta o sindicato no documento encaminhado ao Ministério Público do Trabalho.

“Assim, esta entidade irá às últimas conseq�?ências para defender os direitos dos trabalhadores e acabar com essa prática anti-sindical, pois é inadmissível que, para tentar impedir a livre organização dos seus funcionários, uma empresa do porte do JBS, use de chantagem e da coação, deve ser dado um basta nisso”, afirma o sindicalista no documento. O sindicato pediu urgência na fiscalização do frigorífico que ameaça demitir novos funcionários.


Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada