Menu
BANNER IMPRESSORAS
segunda, 8 de agosto de 2022
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Sertanejo de MS, Luan Santana conta como é a rotina de trabalho

6 Ago 2010 - 16h10Por

Vida de famoso não é tão fácil quanto se imagina, a fama não traz apenas reconhecimento e glória para o artista e, para se tornar um verdadeiro astro, é preciso batalhar muito, a revelação do sertanejo Luan Santana que o diga. O jovem sertanejo teve a companhia do R7 durante um dia para acompanhar a rotina de um cantor, que com talento ganhou o posto de artista nacional mais requisitado (e também adorado) do momento. Luan, que costuma passar mais de um mês longe de sua casa, comenta sobre seu agitado cotidiano.  

“A gente vive na pegada e na correria. É muita coisa que a gente tem que conciliar” diz o cantor. Com apenas 19 anos, o garoto enfrenta uma rotina de gente grande. Os dias de Luan são cheios de compromissos, como sessões de fotos, shows, programas de TV e gravações.  O garoto ainda revela que em dezembro vai dar início a uma turnê internacional e que pretende passar pelos Estados Unidos e pela Europa. Por causa da atribulada agenda, o teen revela que mal tem tempo para se alimentar.  

“Eu vou comer agora e não sei quando vou comer de novo. Então eu vou comer para caramba para aguentar o dia inteiro!” comenta Luan Santana.

Leia Também

COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 261 óbitos e 40,4 mil casos em 24 horas
LENDA DO HUMORISMO
Jô Soares morre em São Paulo aos 84 anos
A CONTA GOTAS
Petrobras anuncia corte de R$ 0,20 no preço do diesel
100 PERÍCIA
Senado aprova regras que podem dispensar perícia médica do INSS
CAIXA PARA ELAS
Caixa anuncia programa voltado para o público feminino
COVID NO BRASIL
Brasil registra 265 novas mortes por Covid nas últimas 24 horas
CONFUSÃO DE TORCIDAS
Briga entre torcida do Flamengo e Corinthians deixa feridos em Campo Grande; veja vídeos
PREOCUPANTE
Covid-19: Brasil registra 295 óbitos e 34,4 mil casos em 24 horas
SOB INVESTIGAÇÃO
Brasileiro e estudante de medicina é encontrado morto em carro na fronteira
MILAGRE DA MEDICINA
Siameses brasileiros unidos pelo crânio são separados após 9 cirurgias