Menu
SADER_FULL
domingo, 9 de maio de 2021
Busca
Brasil

Serra lança em Curitiba carta de compromissos para a área da saúde

6 Jul 2010 - 14h59Por Agência Brasil
O candidato à Presidência da República pela coligação “O Brasil Pode Mais”, formada pelo PSDB, DEM, PPS, PTB e PT do B, José Serra, escolheu Curitiba, capital do Paraná, para lançar hoje (6) uma carta de compromissos para a área de saúde. A ideia central do programa é dar uma assistência especial às gestantes e acabar com as longas filas para marcação de consultas e exames médicos. “Vamos reacelerar a área de saúde no país”, afirmou.

 

Para as grávidas, Serra propõe o projeto Mãe Brasileira, baseado em um programa semelhante já em funcionamento em Curitiba. O objetivo é garantir às gestantes condições para que façam, pelo menos, seis exames médicos antes e depois do parto. Além disso estão previstos mutirões de atendimento médico para evitar filas de espera por exames e consultas.

 

Segundo Serra, serão construídos mais 250 laboratórios no país e policlínicas nos principais centros urbanos para 25 especialidades diferentes. O programa na área de saúde é o principal ponto da chamada “Carta Social” apresentada hoje pelo candidato. Ele afirmou que houve confusão com o nome do documento elaborado pela equipe dele.

 

Ontem (5), Serra descartou semelhanças entre o documento elaborado por ele e a “Carta aos Brasileiros”, de 2002, quando o então candidato e hoje presidente Luiz Inácio Lula da Silva expôs uma série de pontos de vista sobre questões nacionais e internacionais.

 

Aliados políticos de Serra afirmam que a escolha da capital paranaense para lançamento da proposta tem vários significados. Um deles é tentar reduzir o mal-estar criado pela rejeição do Democratas ao nome do senador Álvaro Dias (PSDB-PR) como eventual vice de Serra.

 

A agenda de Serra em Curitiba incluiu uma caminhada na região da Boca Maldita – área tradicionalmente destinada a manifestações -, na Rua XV, com direito a uma passagem por uma loja de calçados. Também está prevista a ida à sede da Pastoral da Criança – obra de ajuda humanitária idealizada por Zilda Arns, morta no terremoto ocorrido no Haiti, em janeiro deste ano.

 

Serra planeja ainda vistoriar obras de assistência social e de construção de escolas em uma região carente de Curitiba. Também quer visitar casas populares, no bairro do Parolin, que foi reurbanizado. O candidato marcou para o final da tarde um encontro com catadores de papel e encerrará a passagem por Curitiba em um clube da cidade.

 

Serra e o seu candidato a vice, o deputado Índio da Costa (DEM-RJ), registraram ontem (5) os pedidos de candidatura no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Eles calculam gastar R$ 180 milhões em despesas de campanha. Serra informou ter um patrimônio de R$ 1 milhão e 421 mil, enquanto Índio afirmou dispor de R$ 1 milhão e 448 mil.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul
TERROR EM CRECHE
Jovem invade escola e mata três crianças e duas funcionárias
PÉSSIMA PROJEÇÃO
Covid-19: Brasil deve alcançar 575 mil mortes em 1º de agosto, diz instituto
SONHO INTERROMPIDO
Jovem perde noivo para a Covid-19 no dia do casamento: 'Nossos sonhos ficaram para trás'
PANDEMIA CORONAVIRUS
Triste número: Brasil ultrapassa 400 mil mortes por Covid-19
REVOLTA
Pastor zomba da fé dos indígenas Trukás que revoltados quebram templo em construção; veja o vídeo