Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 17 de setembro de 2021
Busca
Brasil

São Paulo tenta compensar perda de 25% de seus gols

1 Set 2004 - 09h25
O São Paulo tentará voltar nesta quarta, às 20h30, contra o Coritiba, no Morumbi, às primeiras colocações do Brasileiro sem o homem responsável por 25% de seus gols nas últimas quatro temporadas.

Sem Luis Fabiano, vendido para o Porto, de Portugal, o time, sétimo colocado, com 45 pontos, perde 40% de seu poderio ofensivo, segundo números do Datafolha.

Maior artilheiro da história do São Paulo em média de gols por partida (0,74), o atacante fez 118 dos 455 gols do time desde 2001.

Nesse período, o São Paulo obteve, com o jogador em campo, 89 vitórias, 31 empates e 40 derrotas, aproveitamento de 62,1% dos pontos. Sem ele, o rendimento caiu para 58,1%, com 34 triunfos, 16 empates e 19 derrotas.

A presença de Luis Fabiano rendia ao time média de 2,28 gols por partida, número que despencou para 1,38 quando ele não atuou.

Nesta temporada, especialmente, o São Paulo vinha se mostrando ainda mais dependente do atacante. Com Luis Fabiano, os são-paulinos obtiveram 73,3% de aproveitamento de pontos.

Sem ele, o número caiu para 53,3%. O atacante jogou 30 das 50 partidas do São Paulo em 2004 e balançou as redes 21 vezes.

Mesmo ausente em 20 confrontos, ele deixou o clube como artilheiro do time no Paulista, na Libertadores e no Brasileiro.

"Com a saída do Luis, a responsabilidade vai aumentar para mim, mas estou pronto", afirmou o atacante Grafite.

Segundo ele, a equipe já aprendeu a atuar sem Luis Fabiano.

"Jogamos muitos jogos sem ele. Acredito que estamos acostumados. Ele ficou muito tempo na seleção e também machucado", completou o atacante, que agora deve ter como companheiro na frente Diego Tardelli, que só anotou três gols nesta temporada.

Nesta quarta, ao menos, ele será titular. Jean e Rondón são os outros homens de frente são-paulinos.

Contra o Coritiba, só o segundo ficará no banco. Jean, assim como o zagueiro Lugano, está suspenso. Dessa forma, o técnico Cuca abrirá mão do esquema com três zagueiros e atuará no 4-4-2.

Enquanto isso, a diretoria são-paulina procura reforços para a seqüência do Brasileiro. A posição de centroavante virou prioridade. Mas, segundo o presidente Marcelo Portugal Gouvêa, está "difícil" encontrar jogadores.

Além de um atacante, o time busca um lateral-esquerdo e um meia. Para a lateral, o clube negocia com o pentacampeão mundial Júnior. A diretoria aguarda até sexta-feira. O prazo para inscrições de atletas no Brasileiro termina 17 de setembro.

O Coritiba, que vem de derrota para o arqui-rival Atlético-PR, terá três desfalques para o jogo contra o São Paulo. Jucemar, com problemas no tornozelo, Alemão, com lesão no joelho, e Pepo, com conjuntivite, estão vetados.

O técnico Antônio Lopes terá a volta do atacante Tuta. Tesser e Tiago Soler disputam a vaga de Jucemar na lateral direita.

SÃO PAULO
Rogério; Cicinho, Rodrigo, Fabão e Fábio Santos; Alê, César Sampaio, Souza e Danilo; Grafite e Diego Tardelli
Técnico: Cuca

CORITIBA
Fernando; Tesser (Tiago Soler), Flávio, Miranda e Adriano; Roberto Brum, Ataliba, Capixaba e Reginaldo Vital; Tuta e Aristizábal
Técnico: Antônio Lopes

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo
Horário: 20h30
Juiz: Leonardo Gaciba da Silva (RS)
 
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões
LIÇÕES DA BÍBLIA
Uma rua de mão dupla
LATROCINIO
Dupla invade casa, tranca mulher e crianças em quarto e mata homem degolado
SAQUE EMERGENCIAL
Caixa cria calendário para liberar nova rodada de dinheiro do FGTS
TRAGEDIA AÉREA
Acidente aéreo mata sócio da Raizen e outras seis pessoas