Menu
SADER_FULL
terça, 18 de maio de 2021
Busca
Brasil

Resende manda aliados tomarem cuidado com PT em Dourados

26 Nov 2004 - 16h24
 

O deputado federal Geraldo Resende (PPS) afirmou, em entrevista ao MidiamaxNews, que os partidos aliados ao PT devem tomar cuidado na hora de administrar o município de Dourados. Segundo ele, os petistas da cidade gostam de usar os parceiros para ganhar a eleição.

Geraldo estava comentando o pedido do governador Zeca do PT para o prefeito eleito Laerte Tetila, feito em entrevista, concedida hoje à TV Morena. Zeca aconselhou Tetila a permitir que os aliados ocupem mais espaço na prefeitura da cidade.

“O governador tem cobrado isso porque sabe como os companheiros aqui trabalham. Está dizendo para que não façam o que fizeram com o PPS”, explicou. Para o deputado, o partido ajudou o PT a vencer a eleição, mas foi boicotado na administração municipal, mesmo recebendo três secretarias.

Ele afirma que os serviços principais das secretarias de Infra- Estrutura, Saúde e Planejamento foram transferidos para secretarias conduzidas pelo PT. “Eu espero que os outros partidos possam se espelhar na passagem que nós tivemos”, disse.


Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA NO HARAS
Vaqueiro morre ao ser arrastado por boi durante vaquejada, em Paranatama; veja vídeo
Foto: Divulgação/Instagram LUTO NA MÚSICA
MC Kevin morre aos 23 anos no Rio de Janeiro
SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho