Menu
SADER_FULL
sábado, 31 de julho de 2021
Busca
Brasil

Presidenciáveis vêm reforçar candidatura de Zeca e André

7 Ago 2010 - 06h37Por Conjuntura Online

Os candidatos ao Palácio do Planalto – José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) – já  programaram em suas agendas a data para vir a Mato Grosso do Sul.  O presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer (PMDB-SP), vice na chapa petista, confirmou sua vinda a Campo Grande na próxima sexta-feira (13).

Temer vem reforçar a campanha do ex-governador Zeca do PT, que também irá recepcionar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, principal cabo-eleitoral de Dilma Rousseff, no próximo dia 24.

A vinda da candidata do PT ao Estado deve ocorrer em setembro, mas ainda são cogitações, uma vez que assessores do ex-governador estão negociando. 

O comando da campanha petista acredita que a visita de Lula a Mato Grosso do Sul será importante para alavancar a candidatura de Zeca rumo ao Parque dos Poderes devido ao elevado índice de popularidade do presidente da República.

Atualmente, Zeca é o segundo colocado nas pesquisas de intenções de voto até agora realizadas, conforme atestam os institutos Ibrape, Ipems e Ibope, que apontam vitória em primeiro turno do governador André Puccinelli (PMDB). O último colocado é o comerciante de Campo Grande, Ney Braga (PSOL). 

Em entrevista à imprensa na Capital, nesta sexta-feira, Zeca declarou que estará ao lado de Temer no próximo dia 13, quando o candidato a vice-presidente na chapa da petista estará na sede da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul). 

Segundo ele, o adversário peemedebista é quem está errado em relação ao direcionamento nacional do partido de Temer.

“Eu vou estar sim com eles lá, já que quem está errado é o Puccinelli que traiu o PMDB nacional e se beneficiou do dinheiro federal prometendo que estaria com eles no projeto nacional”, disse.

A vinda de Temer foi articulada pelo senador Valter Pereira (PMDB), um dos coordenadores da campanha de Dilma no Estado.

Antes de promover grandes atos públicos com a presença dos presidenciáveis, André e Zeca continuam percorrendo o Estado. Ao mesmo tempo em que fazem corpo a corpo pelas ruas centrais e periferia das cidades por onde passam, eles têm priorizado o lançamento de candidaturas e inauguração de comitês dos candidatos a deputado estadual e federal.

Na semana passada, Zeca prestigiou o lançamento da candidatura do advogado Gerson Claro (PDT) à Assembléia Legislativa em Sidrolândia, enquanto André foi a inauguração do comitê central do deputado estadual Londres Machado (PR), na noite de quinta-feira.

PSDB

Vice-presidente nacional do PSDB e coordenadora da campanha do tucano José Serra, a senadora Marisa Serrano garantiu nesta sexta-feira, em Dourados, que o ex-governador paulista também virá a Mato Grosso do Sul.

Em entrevista em Dourados, Marisa mostrou segurança quanto ao apoio de diferentes setores à candidatura de José Serra. "Há engajamento de pessoas, uma mobilização de grupos".

A senadora aposta da eleição do tucano, baseada em números. "Serra tem patamar consolidado, entre 35% a 40%, e daqui para frente ele só vai crescendo. Dilma não tem voto próprio, mas sim de pessoas ligadas a ela”, previu. Já Serra terá votação esplêndida em Mato Grosso do Sul, como em todo País", emendou.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CÃOPAINHA
Cachorro toca campainha após ficar trancado fora de casa
SONHO INTERROMPIDO
Ultimo ensaio fotográfico minutos antes de médico sofrer choque e morrer nas vésperas de casamento
OLIMPÍADA
Rebeca é prata e faz história na ginástica olímpica em Tóquio
FENÔMENO DA NATUREZA
Chuva de meteoros será visível na madrugada de quinta para sexta em todo Brasil
A CASA CAIU
Mulheres se unem e surram "valentão" flagrado agredindo ex no meio da rua
CRISE HÍDRICA
Novas fontes preparam MS para a crise hídrica, ressalta governador
ABAIXO DE ZERO
Com -8,6°C, SC registra a menor temperatura do Brasil em 2021, diz Inmet
COVID-19
Em dia de aumento de casos Brasil tem 1.333 óbitos por Covid - 19 nas últimas 24 horas
CONCURSO PÚBLICO
Caixa Econômica convocará 9 mil de concursos e abre mais mil vagas
BRASIL - 550.502 MORTES
Covid-19: país ultrapassa 550 mil mortes e tem 19,7 milhões de casos