Menu
SADER_FULL
domingo, 19 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Poupança atrai 30% mais de investidores com aplicações

4 Mar 2010 - 15h46Por Agência Brasil
A caderneta de poupança atraiu 4.980 investidores com aplicações superiores a R$ 1 milhão no ano passado.

Essa quantidade de aplicadores é 30,29% maior do que a observada em 2008 (3.822), segundo dados do Fundo Garantidor de Crédito (FGC), publicados no site do Banco Central (BC).

De acordo com o economista Carlos Eduardo de Freitas, ex-diretor do BC, os investidores milionários foram atraídos pela rentabilidade da poupança e pela praticidade de poder aplicar e retirar o dinheiro livremente. “A poupança tem conveniência operacional”, destacou.

Atualmente, a poupança rende a taxa referencial (TR) mais 6% ao ano, rendimento próximo do Certificado de Depósito Bancário (CDB) – oferecido pelos bancos com prazo de vencimento. “

A rentabilidade de um CDB, se tirar o imposto de renda, deve estar entre 6,8% a 6,9%.

Têm fundos de investimentos de DI [Depósito Interfinanceiro, que são remunerados de acordo com a taxa básica de juros, a Selic] que também estão com remuneração abaixo de 7%, já descontado o imposto de renda”, afirmou Freitas.

Além disso, para Freitas, muitos investidores migraram para a poupança por acharem que a Selic cairia mais no ano passado. Atualmente, a taxa básica de juros está em 8,75% ao ano e, de acordo com analistas do mercado financeiro, deve fechar 2010 em 11,25% ao ano.

Por conta dessa perspectiva de alta, Freitas não considera que deverá aumentar o número de grandes aplicadores em poupança neste ano.

No ano passado, o governo anunciou que iria tributar os rendimentos de aplicações em poupança acima de R$ 50 mil. O objetivo era evitar a migração de grandes investidores para as cadernetas de poupança, em momento de queda da Selic.

Entretanto, o governo desistiu de aplicar a medida. “O governo se preparou para colocar em prática, só que percebeu, provavelmente, que estávamos no piso da Selic”, afirmou Freitas.

Segundo os dados do BC, o volume dos investimentos acima de R$ 1 milhão somou R$ 19,810 bilhões no ano passado, crescimento de 32,17% em relação a 2008 (R$ R$ 14,988 bilhões). Apesar disso, as aplicações com valores menores continuaram a representar a maioria dos investimentos.

Os clientes com aplicações de até R$ 100 representaram, no ano passado, 54,18% dos depositantes. Já aqueles que aplicaram acima de R$ 1 milhão corresponderam a apenas 0,005%. Em 2009, os depósitos de poupança totalizaram R$ 319,4 bilhões.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TSUNAMI NO BRASIL?
Brasil pode ser atingido por tsunami; entenda
SERPENTE
Rapaz de 18 anos é atacado por jararaca durante pescaria
TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões
LIÇÕES DA BÍBLIA
Uma rua de mão dupla
LATROCINIO
Dupla invade casa, tranca mulher e crianças em quarto e mata homem degolado