Menu
SADER_FULL
segunda, 17 de janeiro de 2022
Busca
Brasil

Pesquisadores desenvolvem corante intraocular a base de açaí

11 Mar 2010 - 07h11Por Ministério da Ciência e Tecnologia
Um grupo de 10 pesquisadores do departamento de Oftalmologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) desenvolveu um corante que pode deixar as cirurgias intraoculares mais baratas.

O produto é feito à base da antocianina, substância encontrada no açaí. O corante é aplicado na parte interna dos olhos para facilitar a visualização de tecidos transparentes nas cirurgias para remoção de membranas na retina e deslocamento do vítreo.

O pedido de patente do corante natural já foi feito e a expectativa dos pesquisadores é a de que em abril o produto seja usado em cirurgias realizadas na Unifesp.

Segundo o coordenador do estudo e professor do departamento de Oftalmologia, Maurício Maia, o corante está na fase final de testes. “Essa substância pode custar até 50 vezes menos do que a utilizada hoje neste tipo de cirurgia, cujo custo varia entre R$ 200 e R$ 500”, afirma.

A procura pelo corante ideal começou em 2000. De lá para cá, foram testadas diversas substâncias da flora brasileira. “Três plantas tiveram resultados positivos.

A antocianina colore a membrana com um tom avermelhado e não é tóxico ao olho do paciente”, diz Maia.

As substâncias usadas nas cromoterapias – técnica cirúrgica que usa corantes – são a indocianina verde e o azul verde. Se forem aplicadas em alta dosagem elas podem causar a atrofia de uma das camadas da retina.

Há um ano o grupo da Unifesp se dedicou a testes laboratoriais com a substância do açaí. Segundo Maia, o pH (índice de acidez) da substância teve de ser ajustado para ficar neutro e não causar problemas à visão do paciente.

O estudo será apresentado no congresso mundial Vitrectomy Vail 2010, que ocorre na próxima semana no Colorado, nos Estados Unidos.

Além de Maia participaram do projetos os pesquisadores Jane Chen, Andre Maia, Cristiane Peris, Michel Eid Farah, Octaviano Magalhaes Jr., Acacio Lima, Eduardo Buchelle Rodrigues, Eber Ferreira, Fernando Penha e Rubes Belfort Jr, todos do departamento de Oftalmologia da Unifesp.


Leia Também

COVID NO BRASIL
Em 24 horas, foram confirmados pelas autoridades sanitárias 24.934 novos casos de Covid-19
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Jovem morre após ser atingido por avião agrícola pilotado pelo pai
TEMPORAL - VIDEO
Forte chuva derruba árvores e deixa 23 mil pessoas sem energia
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, as autoridades de saúde notificaram 175 novos óbitos, totalizando 620.971
TRAGÉDIA
Deslizamento de terra destroi casarão histórico em Ouro Preto MG
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai, mãe e três filhas morrem em capotamento de caminhão
BIG BROTHER
Saiba quem foram os ex-BBBs que já morreram; 3 estiveram no BBB9
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil tem 87,4 mil casos e 133 mortes em 24 horas
HOMICIDIO EM SÉRIES
Bandido que comia olhos, orelhas e bebia sangue de vítimas é preso
COVID NO BRASIL
Brasil tem em 24 horas, mais 70.765 novos casos de covid-19