Menu
SADER_FULL
segunda, 26 de outubro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Pedro Chaves é o primeiro suplente de Delcídio

2 Jul 2010 - 10h01Por Fátima News com assessoria

O economista e professor Pedro Chaves dos Santos Filho, filiado ao Partido Social Cristão-PSC, é o primeiro suplente do senador Delcídio do Amaral (PT), que concorre a reeleição. A segunda suplência coube ao presidente do Diretório Regional do PT, Marcus Garcia. Os nomes foram anunciados na tarde desta quinta-feira , 1 de julho, pelo parlamentar, em seu escritório de Campo Grande.

“Lutei até o último instante para manter como meu suplente o empresário Antonio João Hugo Rodrigues, mas a partir do momento em que o PTB (partido ao qual Antonio João é filiado) definiu a sua ida para a outra coligação eu tive a preocupação de buscar uma pessoa com as mesmas características, de caráter ilibado, responsável, com bom trânsito em todas as áreas da sociedade e uma folha de serviços prestados a Mato Grosso do Sul. Um suplente que agregasse ao meu mandato e tivesse uma boa imagem perante a sociedade. Não resta dúvida de que esse é o perfil do professor Pedro Chaves, educador respeitado e empresário de sucesso, que honra o nosso estado”, afirmou o senador.

Delcídio revelou que vinha trabalhando desde o final da semana passada para

contar com o professor Pedro Chaves em sua suplência, mas que “o martelo só foi batido nesta quarta-feira”.

“Somente ontem à noite, com a vinda do PSC para compor conosco na eleição e o apoio , em nível nacional, do partido à candidatura da ministra Dilma à Presidência da República, foram criadas as condições para que o professor Pedro fosse definido como meu primeiro suplente”, relatou o senador.

Pedro Chaves explicou as razões que o levaram a aceitar o convite de Delcídio.

“Primeiro gostaria de destacar a minha identificação com o

Delcídio, pelo trabalho que ele vem realizando desde que chegou ao Senado, com

a liberação de recursos para a realização de obras importantes em Mato

Grosso do Sul, conseguidas através da boa relação que ele tem no governo

federal, especialmente com o presidente Lula e a ministra Dilma. Nunca

pensei em entrar para a política, mas o convite me deixou sensibilizado a participar, especialmente porque sei que, juntos, poderemos tocar grandes projetos na área de educação e formação de mão-de-obra, para que o nosso estado continue crescendo e se desenvolvendo”,  disse.

O primeiro suplente tem 69 anos e integra uma família de educadores que fez história em Mato Grosso do Sul. Em 1971 ele assumiu a direção de uma das escolas mais tradicionais de Campo Grande, a MACE. Depois criou o CESUP, posteriormente transformado na Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal,a UNIDERP, vendida em 2007 para o Grupo Anhanguera. Atualmente, por indicação da Justiça, ele ocupa a presidência da junta interventora que administra a Santa Casa de Campo Grande, cargo do qual deve se licenciar nos próximos dias para se dedicar à campanha eleitoral.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BARBÁRIE
Marido mata mulher a facadas dentro de casa durante almoço de domingo
CAPOTAMENTO
Carro capota várias vezes ao fazer curva na MT-412 e mata fotógrafo
BRASIL - 157.134 MORTES
Brasil acumula 5,3 milhões de casos e 157 mil mortes por covid-19
AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga 2ª parcela de R$ 300 da extensão do auxílio emergencial
SIM A VIDA
Brasil se une a Egito, Indonésia, Uganda, Hungria e EUA em declaração contra o aborto
Invasão em residência acaba morador morto por tiro acidental TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem mata o próprio irmão ao atirar em invasor de residência
GUERRA DA VACINA
Bolsonaro diz que não comprará vacina chinesa, mesmo se aprovada pela Anvisa
Motorista da carreta diz que ainda tentou desviar, mas não conseguiu DOENÇA DO SÉCULO
Menor pega carro escondido, joga contra carreta e morre na hora
BRASIL - 155.403 MORTES
Covid-19: Brasil tem 24.818 novos casos em 24 horas
AJUDA
Caixa Econômica paga auxílio emergencial para 5,2 milhões de beneficiários