Menu
SADER_FULL
segunda, 6 de julho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Parreira prega fim do discurso de "jogar e deixar jogar"

21 Jul 2004 - 17h21
O técnico da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira, quer um time mais aplicado na marcação para garantir vaga na final da Copa América, na partida contra o Uruguai, nesta quarta-feira, às 21h45 (horário de Brasília), em Lima (Peru).

"Vamos acabar com essa história de que o Brasil joga e deixa jogar. Se melhorarmos essa condição, nosso futebol será quase imbatível", afirmou o treinador brasileiro, em entrevista à rádio Jovem Pan.

Parreira enfrentará um adversário que, apesar de viver seu pior momento na história do futebol, se dá bem contra o Brasil. Desde o início da década de 90, quando os uruguaios passaram a ter dificuldades para obter classificação em Copas do Mundo, o Brasil enfrentou o rival 11 vezes. Foram três derrotas, cinco empates e apenas três vitórias.

A tradição e o retrospecto uruguaio contra o Brasil também preocupam o treinador brasileiro, que decretou o fim dos testes na seleção. "As observações foram feitas e quem sai enriquecido disso não sou eu e sim o futebol brasileiro. Nós temos uma equipe até 2010, mas agora temos que nos aplicar para chegar à final", comentou.

Sobre a classificação argentina e as provocações da imprensa do país vizinho, Parreira mostrou tranqüilidade e não quis comentar uma possível decisão com a Argentina antes de passar pelos uruguaios.

"Não estamos preocupados com a Argentina. Temos que passar pelo Uruguai. Vai ser um jogo mais complicado que o anterior", analisou o treinador do Brasil, que venceu o México, nas quartas-de-final, por 4 a 0.
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

PRESIDENTE NA LINHA
Bolsonaro está com sintomas de covid-19 e aguarda resultado de exame
CICLONE BOMBA
Efeitos do Ciclone: mais de 12 mil residências ainda estão sem energia elétrica
LIVE
Mulher de Porchat não foi a única: veja outros casos de nudez em lives
ECONOMIA
Nova gasolina a partir de agosto; combustível será mais caro, mas deixará veículos mais econômicos
SOS EDUCAÇÃO
Sem computador e sem dinheiro, alunos de baixa renda desistem do Enem
ENTREVISTA NO SBT
Roberto Cabrini traz entrevista exclusiva com Frederick Wassef nesta segunda
100 AULAS
Ensino Público vive "apagão" na pandemia com alunos sem acesso às aulas on-line
BRASIL - 64.909 MORTES
País soma 1.604.683 casos confirmados de Covid-19 e 64.909 mortes pela doença.
VACINA CONTRA COVID-19
Dose da vacina contra a Covid-19 poderá custar R$ 22
APLICATIVO - TECNOLOGIA
Como a Binomo Funciona no Modo App Em 130 Países, Inclusive para Residentes Brasileiros