Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 29 de julho de 2021
Busca
Brasil

Operação Uragano: Geraldo Resende apoia trabalho da PF

2 Set 2010 - 08h06Por Fátima News com assessoria

Deputado diz que operação policial poderá esclarecer

 situação caótica da saúde pública de Dourados

 

         O deputado federal Geraldo Resende (PMDB) manifestou, nesta quarta-feira (1), apoio ao trabalho desenvolvido pela Justiça e pela Polícia Federal, que desencadeou a Operação Uragano em Dourados. O parlamentar disse que espera o desenrolar das investigações “com serenidade e espírito de justiça”.

         Para Geraldo Resende, que por diversas vezes manifestou preocupação com a situação principalmente da área de saúde em Dourados, a Operação Uragano poderá, finalmente, esclarecer as razões pelas quais o setor vem enfrentando tantas dificuldades, mesmo com o aporte considerável de recursos.

         O deputado, que viabilizou emendas para diversas ações na área de saúde, como a reforma de 10 postos de saúde e a construção de outros seis afirma que as essas obras somente tiveram início depois que ele ingressou com representação no Ministério Público.

“A gente, que trabalha arduamente para conquistar recursos para o custeio da saúde e vê as pessoas reclamando da má qualidade do atendimento, somente pode esperar que o resultado dessa Operação seja um fim a essa situação”, explica. O parlamentar disse esperar, ainda, que a Prefeitura finalmente inicie outras obras pendentes, como a reforma do Hospital da Vida; da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e da Clínica da Mulher, obras que já tem recursos garantidos e até agora não saíram do papel.

Por ocasião da Operação “Owari”, Geraldo Resende fez pronunciamentos da Tribuna da Câmara, demonstrando indignação com o fato de que recursos da saúde, tão arduamente conquistados, poderiam estar sendo desviados, conforme denúncia feita na ocasião.

“O dinheiro eventualmente desviado é o que faz falta na hora em que o cidadão não tem o remédio e nem as consultas ou exames nos postos de saúde”, afirmou na ocasião. “O dinheiro público que vai para corrupção também faz falta na educação, na assistência social e na infraestrutura”.

         Reafirmando que confia no trabalho da Polícia Federal e do Ministério Público, Geraldo lembra, no entanto, que somente a Justiça é que poderá julgar e condenar os possíveis culpados. “Temos que aguardar os desdobramentos e não condenar ninguém de antemão, para não correr o risco de cometer injustiças”, salientou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CRISE HÍDRICA
Novas fontes preparam MS para a crise hídrica, ressalta governador
ABAIXO DE ZERO
Com -8,6°C, SC registra a menor temperatura do Brasil em 2021, diz Inmet
COVID-19
Em dia de aumento de casos Brasil tem 1.333 óbitos por Covid - 19 nas últimas 24 horas
CONCURSO PÚBLICO
Caixa Econômica convocará 9 mil de concursos e abre mais mil vagas
BRASIL - 550.502 MORTES
Covid-19: país ultrapassa 550 mil mortes e tem 19,7 milhões de casos
COVID 19 NO BRASIL
Brasil registra 19,68 milhões de casos de covid-19 e 549,92 mil mortes
Foto: Mycchel Legnaghi - São Joaquim online PREVISÃO DO TEMPO
Maior frio do ano? Temperaturas negativas, geada e até neve!
TRABALHO ESCRAVO
Aliciamento de crianças: família de líderes religiosos é presa em operação da polícia
ATO OBSCENO
Homem é detido após entrar nu em culto evangélico
TRAIÇÃO
Vídeo: Mulher flagra marido com travesti dentro do carro e 'pancadaria come solta'