Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 28 de setembro de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Operação Uragano: Geraldo Resende apoia trabalho da PF

2 Set 2010 - 08h06Por Fátima News com assessoria

Deputado diz que operação policial poderá esclarecer

 situação caótica da saúde pública de Dourados

 

         O deputado federal Geraldo Resende (PMDB) manifestou, nesta quarta-feira (1), apoio ao trabalho desenvolvido pela Justiça e pela Polícia Federal, que desencadeou a Operação Uragano em Dourados. O parlamentar disse que espera o desenrolar das investigações “com serenidade e espírito de justiça”.

         Para Geraldo Resende, que por diversas vezes manifestou preocupação com a situação principalmente da área de saúde em Dourados, a Operação Uragano poderá, finalmente, esclarecer as razões pelas quais o setor vem enfrentando tantas dificuldades, mesmo com o aporte considerável de recursos.

         O deputado, que viabilizou emendas para diversas ações na área de saúde, como a reforma de 10 postos de saúde e a construção de outros seis afirma que as essas obras somente tiveram início depois que ele ingressou com representação no Ministério Público.

“A gente, que trabalha arduamente para conquistar recursos para o custeio da saúde e vê as pessoas reclamando da má qualidade do atendimento, somente pode esperar que o resultado dessa Operação seja um fim a essa situação”, explica. O parlamentar disse esperar, ainda, que a Prefeitura finalmente inicie outras obras pendentes, como a reforma do Hospital da Vida; da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e da Clínica da Mulher, obras que já tem recursos garantidos e até agora não saíram do papel.

Por ocasião da Operação “Owari”, Geraldo Resende fez pronunciamentos da Tribuna da Câmara, demonstrando indignação com o fato de que recursos da saúde, tão arduamente conquistados, poderiam estar sendo desviados, conforme denúncia feita na ocasião.

“O dinheiro eventualmente desviado é o que faz falta na hora em que o cidadão não tem o remédio e nem as consultas ou exames nos postos de saúde”, afirmou na ocasião. “O dinheiro público que vai para corrupção também faz falta na educação, na assistência social e na infraestrutura”.

         Reafirmando que confia no trabalho da Polícia Federal e do Ministério Público, Geraldo lembra, no entanto, que somente a Justiça é que poderá julgar e condenar os possíveis culpados. “Temos que aguardar os desdobramentos e não condenar ninguém de antemão, para não correr o risco de cometer injustiças”, salientou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Motorista registrou a travessia de uma jiboia na avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. FORA DO HABITAT
VÍDEO: motorista flagra jiboia cruzando pista de avenida no RJ: 'olha isso'
Só queria que me entendessem sem preconceito! PRECONCEITO
Jovem é expulso de casa ao assumir namoro com mulher trans
Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas
o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo PRESIDENTE NA ONU
Bolsonaro diz que brasileiros receberam mil dólares de auxílio
Imagem: Reprodução/Balanço Geral Londrina FUGA EM MASSA
Presos fogem de cadeia após surto de Covid-19
Material estava dentro de uma bexiga e enrolado com fita isolante PROFUNDEZAS DO CRIME
8 celulares e outros materiais são retirados do ânus de preso