Menu
BANNER IMPRESSORAS
terça, 16 de agosto de 2022
BANNER IMPRESSORAS
Busca
Brasil

ONG Salvar se reúne com prefeito interino de Dourados

16 Set 2010 - 17h59Por Fátima News com Assessoria
A SALVAR, Sociedade de Defesa Ambiental, esteve reunida ontem, dia 15, com o prefeito interino Eduardo Machado Rocha com a presença do Secretário de Meio Ambiente, Ubirajara Fontoura.

Na reunião, o presidente da ONG, arquiteto Luiz Carlos Ribeiro, acompanhado da geógrafa Sylvia Thereza Rocha Toledo, entregou ao prefeito um documento contendo várias proposições envolvendo as questões ambientais mais urgentes a serem retomadas pela Prefeitura.

Segundo Luiz Carlos Ribeiro, “as questões ambientais, já em boa parte da segunda gestão do professor Tetila e durante o interrompido mandato do prefeito Artuzi, foram muito mal conduzidas, sendo inclusive abandonados projetos, políticas e ações ambientais por completo”.

Segundo a ONG SALVAR as propostas entregues ao prefeito interino visam a retomada de todo um trabalho necessário à preservação do patrimônio natural da cidade e do município.

Entre as propostas, a SALVAR propôs que seja auditado o processo licitatório de 2003 sobre a contratação de empresa para execução dos serviços de coleta e transporte de lixo, a coleta seletiva de lixo reciclável e a utilização do aterro sanitário, uma vez que há informações extra oficiais de que o aterro vem recebendo todo tipo de resíduos, inclusive de outros municípios.

Da mesma forma que fossem auditadas, e se for o caso, revogadas as Licenças Ambientais expedidas a partir da data de posse da ex-diretora do IMAM (Instituto Municipal do Meio Ambiente) e posterior ex-secretária do Meio Ambiente.

A ONG sugeriu também que fosse restaurado todo o Sistema de Planejamento Urbano e Licenciamento Ambiental através da reedição da Fundação Instituto de Planejamento e Meio Ambiente – IPLAN - já que para a cientificidade do Planejamento Urbano e do Gerenciamento Ambiental, ambas as funções sejam levadas a efeito de forma coordenada, com capacitado corpo técnico próprio.

Ainda com relação ao Sistema de Meio Ambiente que fosse o Conselho Municipal de Defesa Ambiental revisto em sua composição com vista à substituição de seus membros, bem como uma profunda auditoria no Fundo Municipal do Meio Ambiente e nas atividades do próprio IMAM, até então.

Quanto a alguns projetos a SALVAR sugeriu que seja revogada a proposta de construção de uma Escola Técnica dentro da área do Parque Arnulfo Fioravante, já que aquela área de preservação está hoje já bastante ocupada por edificações e outras ocupações e segundo Ribeiro “ali precisa sim é de reflorestamento e não de construções”

Outro projeto que segundo os integrantes da entidade ambientalista precisa ser revisto é o projeto da construção de um Conjunto Habitacional junto a Área de Preservação Ambiental do córrego Paragem, próximo ao Horto Florestal e a BR 163, no Jardim Colibri, tendo em vista seu altíssimo grau de impacto ambiental naquela região e que fosse revisto toda a proposta do Parque do Paragem, tendo em vista a explícita inobservância de preceitos básicos ambientais exigidos para o caso.

Neste caso o prefeito que esteve dias atrás em Brasília agilizando os recursos para o tal projeto e adiantou que, ao que parece, essas questões já foram resolvidas.

A SALVAR solicitará ao Secretário de Meio Ambiente cópia do projeto para melhor avaliação dos casos. Foi ainda sugerido pelos representantes, Ribeiro e Sylvia, que fosse implantada em caráter de urgência a Unidade de Recebimento de Pneus Inservíveis junto à área da Central de Recebimento de Embalagens de Agrotóxicos, proposta já existente na Prefeitura, e também em caráter de urgência retomado o processo de demarcação de identificação dos fundos de vales através dos “Marcos Verdes”, bem como seja executado todo um levantamento pani-altimétrico das áreas dos fundos dos vales existentes no perímetro urbano com o intuito de definir, em lei, as áreas ”non edificantes” de preservação dos fundos de vales e seus córregos.

Segundo o arquiteto Ribeiro “a reunião foi proveitosa para conhecimento do pPrefeito e do novo Secretário de Meio ambiente, em que pese a interinidade da atual gestão já que na gestão sob intervenção judicial a questão Meio Ambiente foi destruída em face de nenhum interesse daquela administração e pela incompetência do primeiro escalão da área, IMAM e Secretaria do Meio Ambiente e o esvaziamento e a manipulação política do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente”.

Ao final da reunião o Prefeito despachou a documentação ao Secretario Ubirajara, presente a reunião, que fará uma reunião com a SALVAR para melhor detalhar as propostas e seus encaminhamentos.

Leia Também

MORADIA
Projeto cria programa para auxiliar professores na compra de casa própria
CARTÃO DE CRÉDITO
Um em cada três brasileiros foi vítima de fraude com cartão de crédito
ACIDENTE FATAL
Motociclista de 27 anos bate na traseira de trator e morre em vicinal
TRAGEDIA NA RODOVIA
Sete pessoas morrem e três ficam feridas em acidente entre caminhão e van
AUXILIO POPULAÇÃO
Governo libera empréstimo consignado para beneficiários do Auxílio Brasil
TRAGÉDIA
Carro explode durante abastecimento e amputa pernas de frentista
NOITE DE TERROR
Moradores relatam medo vivido em confronto com oito mortos
ACIDENTE DE TRABALHO FATAL
Trabalhador morre soterrado ao fazer limpeza em silo de grãos
AGRESSÃO NA ESCOLA
Mulher invade escola e espanca aluna a pauladas
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil ultrapassa o número de 680 mil mortos pela doença