Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 13 de junho de 2021
Busca
Brasil

OMS alerta para prevenção no combate à dengue

2 Mar 2010 - 15h56Por Rádio Onu
Pesquisa realizada em seis países asiáticos descobriu diferenças significativas no padrão de reprodução e transmissão do mosquito "Aedes aegypti"; OMS informa que a dengue é uma doença séria e letal e cresceu muito nas últimas décadas devido à urbanização, comércio e viagens.

É preciso mais do que inseticidas para o combate ao mosquito da dengue, doença que afeta 50 milhões de pessoas no mundo todos os anos.

A afirmação está em estudo publicado nesta segunda-feira em boletim da Organização Mundial da Saúde, OMS.

Diferenças
A pesquisa realizada em seis países asiáticos descobriu diferenças significativas no padrão de reprodução e transmissão do mosquito "Aedes aegypti". As variações dependem de hábitos domésticos e condições ambientais e ecológicas.

A coordenadora de informação e análise em saúde da Organização Pan-Americana da Saúde, Opas, Fatima Marinho, disse à Rádio ONU, de Washington, que as diferenças de comportamento do mosquito são bem observadas no Brasil.

"O Brasil tem informação sobre criadouro e, por exemplo, o perfil do nordeste é completamente diferente. O mosquito vai se desenvolver mais pela necessidade das pessoas guardarem água, e você vai ter muito mais foco dentro das caixas d´água, em tonéis ou barris.

E o perfil do sudeste são os vasos de plantas, as bromélias principalmente nos condomínios na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro", afirmou.

O estudo, realizado pela OMS e pelo Centro de Desenvolvimento de Pesquisa do Canadá, analisou edifícios públicos e privados e espaços abertos em cidades da Índia, Indonésia, Mianmar, Filipinas, Sri Lanka e Tailândia.

Prevenção
Segundo a publicação, os mosquitos preferem se reproduzir em recipientes com água da chuva mas, após o uso de larvicidas, eles encontram alternativas em locais fechados cobertos com água de torneira.

A conclusão dos pesquisadores é que somente o uso de inseticidas em larga escala não é eficaz na redução da fase inicial, ou seja, das larvas dos mosquitos. A pesquisa ressalta a importância do papel da comunidade no combate à doença, com a redução dos criadouros dos mosquitos em quintais.

A OMS informa que a dengue é uma doença séria e letal e que as infecções cresceram muito nas últimas décadas devido à urbanização, comércio e viagens. Não há medicamentos ou vacinas efetivas disponíveis e a prevenção seria a solução para evitar que o mosquito "Aedes aegypti" se reproduza.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CÓDIGO DE TRÂNSITO
Mudanças no código de trânsito brasileiro e suas implicações para motoristas
ESPORTE PELO MUNDO
Em fase artilheira no Cazaquistão, lateral Bryan, ex-Cruzeiro, valoriza presença e relacionamento
FOTO: Só Notícias / Luan Cordeiro / ASSESSORIA COPA AMÉRICA 2021 - NO BRASIL
COPA AMÉRICA: Confira as 06 Seleções que jogarão na Arena Pantanal
biden vacinas capa 696x487 SOLIDARIEDADE
Biden anuncia que vai mandar vacinas para o Brasil e outros países
FENÔMENO RARO
Junho tem Eclipse Solar, Lua de Morango e dia mais longo do ano
PROTESTOS PELO BRASIL
29M pelo fora Bolsonaro chegou a mais de 200 cidades e ganhou as redes sociais
ATENTADO AO PUDOR
Prostitutas exibem partes íntimas no meio da rua, moradores reclamam, Vídeos
NA BRONCA
Bolsonaro aciona STF contra decretos estaduais que impõem restrições para conter Covid-19
BARBÁRIE
Homem encontra partes do corpo do filho em rio
FENÔMENO RARO
Super Lua de Sangue e Eclipse total acontece nesta quarta