Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 8 de março de 2021
SADER_FULL
Busca
Brasil

Ofensa a árbitro em 2006 gera multa de R$ 50 mil a Luxemburgo

2 Jun 2011 - 08h24Por O Dia

A 3ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo condenou o técnico Vanderlei Luxemburgo, do Flamengo, a pagar uma multa de R$ 50 mil por ter chamado o árbitro Rodrigo Cintra de gay. O fato ocorreu em 2006, quando Luxemburgo treinava o Santos.

A soma é alta, porém, o valor anterior determinado em julgamento na 3ª Vara Cível Central de São Paulo havia determinado o valor de R$ 100. As informações são do site "Consultor Jurídico".

O treinador atingiu a esfera íntima de Cintra, segundo interpretação dos desembargadores, o que os levou a manter os fundamentos da sentença de primeiro grau. A defesa de Rodrigo Cintra acusou o treinador de fazer insinuações falsas sobre o comportamento sexual do árbitro, sendo que o episódio foi gravado em entrevista, ganhando o Brasil inteiro.

As palavras de Luxemburgo, na época, foram: "Ele apitava e olhava para mim em toda falta que marcava. Ele não parava de olhar. Eu não sou veado. Talvez pela minha camisa (rosa)"

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRISTEZA E COMOÇÃO
Vitimas da Covid-19, pai e filho são sepultados no dia
AUXILIO POPULAÇÃO
Auxílio emergencial: valores serão de R$ 175, R$ 250 e R$ 375, diz Guedes
SOS MATO GROSSO
Mato Grosso anuncia colapso e pede socorro, mas estados dizem que não têm vaga para ajudar
ELEGIVEL
Fachin anula condenações de Lula e petista volta a ser elegível
100 CONTROLE
Petrobras aumenta preços e gasolina pode atingir R$ 6 em Campo Grande
100 UTI = OBITO
Ministério da Saúde prevê 3 mil mortes por dia por covid-19 nas próximas duas semanas
TRISTEZA NA FAMILIA
'Não tem UTI,amo vcs':a história por trás do tuíte viral que revela mensagens de mãe morta por covid
DISPARO ACIDENTAL
Assessor em fazenda do cantor Leonardo morre vitima de tiro acidental
VIOLENCIA DOMESTICA
Vítima de violência doméstica escreve bilhete com pedido SOS em agência bancária: 'Ele tá ai fora'
ALERTA AO CPF
Confira se o seu CPF foi usado de maneira IRREGULAR por desconhecidos