Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 28 de maio de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Municípios não precisam de depósito para contestar débito

31 Mar 2007 - 10h37

Em decisão unânime, os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) julgaram procedente a Adin (Ação Direta de Inconstitucionalidade) 1.074, ajuizada com pedido de liminar pela CNI (Confederação Nacional da Indústria), que questionava a constitucionalidade do artigo 19 da Lei 8.870/94.

A entidade alegava que o dispositivo ofenderia os incisos XXV e XL, do artigo 5º, da Constituição Federal, ao exigir depósito prévio de débito com o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) para o ajuizamento de ações judiciais.

Para ela, tal determinação representaria cerceamento de acesso ao Poder Judiciário.

 

 

 

COnjuntura Online


Deixe seu Comentário

Leia Também

MORTES CONTINUAM
Brasil é o 2º país no mundo com infectados com o coronavirus
FRAUDE
URGENTE! 160 mil possíveis FRAUDES no auxílio emergencial de R$600
COVID-19
URGENTE! Zezé Di Camargo e Luciano testam positivo para a Covid-19
BONITO - MS - COVID-19
Pandemia faz empresas demitirem 29% dos funcionários do setor de turismo de Bonito (MS)
VITIMA DA COVID 19
'Mãe' de Jojo Todynho morre de Covid-19
FÁTIMA DO SUL - O BOTICÁRIO
Dia dos Namorados é no O Boticário, confira o catálogo digital, entrega em casa em Fátima do Sul
COVID-19
Dois integrantes da banda de Zezé Di Camargo e Luciano testam positivo para coronavírus
FEMINICIDIO
Filha de 12 anos faz homenagem para vítima de feminicídio: 'te amarei para sempre'
ELEIÇÕES 2020
Líderes municipalistas confirmam inviabilidade das eleições 2020
INACREDITÁVEL
Cadeirante mudo assalta joalheria com arma nos pés; assista ao vídeo