Menu
SADER_FULL
sexta, 14 de maio de 2021
Busca
Brasil

Mercadante e Furlan defendem queda na taxa de juros

1 Dez 2004 - 13h35

O líder do governo Lula no Senado, Aloizio Mercadante, defendeu nesta quarta-feira a queda da taxa básica de juros (a Selic). O índice, atualmente, é de 17,25% ao ano.

Segundo o líder petista, os juros subiram devido a uma reação do Banco Central a "choques externos da cadeia do petróleo e do aço". Essa situação, segundo o senador, já está resolvida, e por isso os juros poderiam baixar. O ministro do Desenvolvimento, Luiz Fernando Furlan, com quem o senador esteve reunido, também defendeu a queda nos juros.

Mercadante disse estar preocupado com a desvalorização do dólar, um processo que, segundo ele, está acontecendo no mundo todo, e que deve ser acompanhado com atenção pelo Brasil, devido à influência que tem sobre a balança comercial. Um dólar barato demais faz com que a renda obtida com as exportações diminua, o que pode influir desfavoravelmente sobre o saldo da balança.

"A taxa de câmbio começa a dar sinais de preocupação, a médio prazo, em relação ao saldo comercial", afirmou Mercadante. O senador defendeu a compra de dólares por parte do governo, para incrementar as reservas internacionais e se prevenir contra prováveis medidas que o governo dos Estados Unidos possa vir a tomar para defender sua moeda.

Críticas
As críticas à política de juros do BC dentro do próprio governo têm sido uma constante. O próprio vice-presidente, José Alencar, defendia abertamente a queda da Selic a cada reunião do Conselho de Política Monetária (Copom) para definir o novo índice. Ao receber uma nova tarefa no governo - o Ministério da Defesa -, não tocou mais no assunto.

O ex-presidente do BNDES, Carlos Lessa, era outro crítico ácido da política monetária do BC. Ele chegou a dizer que a atual gestão do banco era "um pesadelo". Poucos dias depois, foi demitido, dando lugar a Guido Mantega - que, quando no Planejamento, não comentava a Selic.

Com informações de O Globo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada