Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 25 de outubro de 2020
SADER_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Médico confirma fim da carreira de cruzeirense

13 Mar 2007 - 17h21

Diogo não tem condição de jogar futebol profissionalmente. O diagnóstico é do médico do Cruzeiro, Paulo Roberto Lima, que tratava do caso do jogador. Pouco mais de seis meses após sofrer um infarto num treino, o volante recebeu da equipe médica que o assistia a confirmação de que não poderá seguir a carreira.

O jogador esteve no Cruzeiro nesta terça-feira para uma última consulta com os médicos do clube. "O Diogo terá que encerrar a carreira como jogador profissional em razão da medicação que vai ter que tomar para prevenir o risco de um novo infarto. No entanto, ele poderá se dedicar a outras atividades, estudar e redirecionar a vida", explicou Paulo Roberto Lima.

O caso de Diogo, no entanto, por ser bastante específico, carece de um acompanhamento futuro. "A perspectiva que colocamos é definitiva. Trata-se de uma doença incomum, com uma manifestação ainda mais incomum. Precisava de um estudo mais prolongado", afirmou o médico.

Diogo terá seu contrato cumprido até 2011, conforme ficou acertado logo após o infarto, em setembro de 2006. O jogador, no entanto, já pensa no futuro.

"Não é fácil, mesmo sabendo que poderia acontecer. Quando você ouve a decisão final, é difícil aceitar. Está sendo complicado até agora para resolver a minha situação, o que eu vou fazer. Está sendo meio difícil, mas vai passar e tenho certeza que tenho um longo caminho pela frente", declarou.

Após prestar vestibular para o curso de Educação Física e ser aprovado, Diogo tem planos de iniciar o curso no segundo semestre deste ano, após passar um tempo na cidade de Mucuri, na Bahia, com a família.

"Meu primeiro pensamento é fazer a Faculdade aqui, mas, como eu já perdi muitas aulas neste período, devo começar o curso em agosto. Até lá quero ficar com a família, pensando direitinho no que fazer", contou.

"O lado bom é que sou novo e tenho tempo para recomeçar. Pior seria se tivesse acontecido com 35 para 40 anos, ia ser mais difícil para escolher o que fazer da vida. Tenho tempo e tenho pessoas que estão do meu lado, sempre me ajudando", finalizou.

 

 

Lancepress

Deixe seu Comentário

Leia Também

SIM A VIDA
Brasil se une a Egito, Indonésia, Uganda, Hungria e EUA em declaração contra o aborto
Invasão em residência acaba morador morto por tiro acidental TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem mata o próprio irmão ao atirar em invasor de residência
GUERRA DA VACINA
Bolsonaro diz que não comprará vacina chinesa, mesmo se aprovada pela Anvisa
Motorista da carreta diz que ainda tentou desviar, mas não conseguiu DOENÇA DO SÉCULO
Menor pega carro escondido, joga contra carreta e morre na hora
BRASIL - 155.403 MORTES
Covid-19: Brasil tem 24.818 novos casos em 24 horas
AJUDA
Caixa Econômica paga auxílio emergencial para 5,2 milhões de beneficiários
CORONAVIRUS
Morre voluntário brasileiro que participava de testes da vacina de Oxford
MORTE SUBITA
Idoso morre em voo de Cuiabá para SP; avião faz pouso de emergência
BRASIL - 154.176 MORTES
Covid-19: Brasil tem mais 271 óbitos e 15.383 novos casos em 24h
TRAGÉDIA NA CIDADE
Acidente entre trem e e micro-ônibus deixa uma mulher morta e feridos