Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 23 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Manezinho discute e muda atendimento na saúde de Deodápolis

4 Jul 2006 - 15h29
O prefeito de Deodápolis, Manoel José Martins (PSDB), promoveu uma reunião com lideranças do setor de saúde do município, com o objetivo de discutir a interdição do Hospital Municipal Cristo Rei e, ao mesmo tempo, a execução do recente convênio assinado com o governador Zeca do PT, para a retomada das obras de reforma da instituição. Por determinação da Vigilância Sanitária, desde quarta-feira, o hospital encontra-se com o centro cirúrgico interditado, por não apresentar condições físicas e higiênico-sanitárias, conforme preconizado na legislação em vigor.
Participaram da reunião, realizada ontem, às 10h, na sede da prefeitura, o secretario municipal de Saúde, Fábio César Martins; a presidente do Conselho Municipal de Saúde, Maria Aparecida de Souza; os vereadores Cícero Alexandre da Silva, Maria Aparecida Martins Nascimento, Maria Alves de Assis de Souza e Valmir Lima Manoel; como representante do PSF, a enfermeira Juliana Reis Campos; a responsável pelo PACS, enfermeira Ivone dos Reis; responsável pelo Posto de Saúde do distrito de Lagoa Bonita, Márcia Cristina Paz; responsável pela Unidade de Saúde Central, Edite Oliveira; o vice-prefeito Paulo Roberto Oliveira Paz (PFL); os assessores distritais Edno Domingos Fernandes (Porto Vilma), Narciso Canteiro (Vila União); e Francisco Nobres da Silva (Lagoa Bonita); secretários e diretores da Prefeitura.
Conforme decisão tomada em reunião, durante o período em que o hospital estiver em reforma, os atendimentos médicos serão realizados nos postos de saúde. Para isto, o prefeito Manezinho deverá designar mais um médico para o atendimento, enquanto no PSF, o trabalho será realizado por quatro auxiliares de enfermagem e um médico, para atendimento das 6h às 18h, além dos atendimentos normais.
Na Unidade de Saúde Central o atendimento será feito por quatro auxiliares de enfermagem, um enfermeiro e um médico, também no período das 6h às 18h. Os atendimentos de urgência permanecem no hospital da cidade.
Para o prefeito Manezinho, a preocupação é organizar um calendário de atendimento, sem prejudicar a população, principalmente, no período de reforma do Cristo Rei. “Foi uma árdua batalha, quando tentamos todos os alvos para a liberação de recursos, objetivando a retomada das obras do hospital, até então, paralisadas há alguns meses”, comenta ele, agradecendo a atenção do governador e o apoio recebido por parte do deputado estadual Londres Machado, na assinatura do convênio, que prevê uma verba de R$ 123 mil.
 
 
 
 
Fátima News / Diário MS

Leia Também

OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ele nos amou primeiro