Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 22 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Máfia das ambulâncias agiu em 20 municípios do Estado

28 Jul 2006 - 09h24

Por intermédio de emendas parlamentares, 20 municípios de Mato Grosso do Sul receberam ambulâncias da Planam, empresa responsável e beneficiária no escândalo dos sanguessugas que explodiu como maior esquema de corrupção no País. Os empresários Darci Vedoin e Luiz Antônio Vedoin, proprietários da Planam, declararam à Polícia Federal, que usaram recursos de emendas de 2003 para vender ambulâncias aos municípios do Estado.

Segundo eles, todas as licitações foram direcionadas com o conhecimento dos prefeitos. Mas asseguraram que nenhum deles recebeu propinas para promover a fraude nos processos licitatórios. A propina foi negociada com outras pessoas.

Em 2003, período em que foram apresentadas as emendas para compra de ambulâncias, o PMDB liderava o número de municípios: sete. Hoje o partido controla quatro. Depois vem o PT, em 2003, com cinco municípios, mantendo este número hoje. O PDT tinha, na época das emendas, três municípios e hoje lidera administrando sete municípios contemplados com ambulâncias. Em seguida aparece o PSDB, com dois municípios em 2003 e hoje tem apenas um. Depois vêm PTB, PPS e PFL, cada um com um município em 2003 e hoje surgem o PL, com dois municípios, e o PTB, com um município.

Em nível nacional, o PSDB lidera o número de prefeituras beneficiadas com emendas que inflaram os cofres da Planan entre 2000 e 2004: 125. Em seguida aprecem PFL (107), PMDB (106), PTB (54), PDT (49), PPB (35), PL (23), PPS (23), PT (19) e PSB (18).

O controle da Planam, segundo matéria do Estado de S. Paulo, sobre os negócios, a tramitação e a liberação das emendas ao orçamento, a entrega das ambulâncias e o pagamento das propinas, revelado pela minúcia das planilhas apreendidas nos escritórios e computadores da empresa, expõe também o nível de impunidade com que o esquema era operado.

As planilhas chegam a registrar quem recebia "em espécie", informação acompanhada dos números das contas dos parlamentares, os respectivos bancos e até os CPFs. A deputada Elaine Costa (PTB-RJ) é uma das que estão nessa contabilidade e associada objetivamente aos tais R$ 10 mil. Mais intimidade: na planilha do livro-caixa eletrônico, o deputado Almeida de Jesus (PC-CE) é tratado por "Almeidinha".

Segundo a Controladoria-Geral da União (CGU), entre 2000 e 2004, a Planam ganhou licitações em 891 dos 3.038 convênios firmados pelos municípios com o Ministério da Saúde para a aquisição de ambulâncias, ou seja, 29%. Os convênios analisados pela CGU somaram R$ 218,5 milhões, dos quais a Planam levou R$ 79 milhões. A CGU vê "fortes indícios de irregularidades" nos convênios vencidos pela Planam.

 

 

Correio do Estado

Leia Também

OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ele nos amou primeiro