Menu
SADER_FULL
segunda, 6 de julho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Grávida é detida por torturar enteada de cinco anos em Selvíria

14 Jun 2010 - 14h19Por TV Morena

Uma mulher de 19 anos foi presa em Selvíria por ter torturado a enteada de cinco anos de idade. As marcas das agressões foram percebidas pela professora da criança, que viu os ferimentos no olho esquerdo, coxas e nas costas da menina e acionou o Conselho Tutelar.

O conselho acionou a Polícia Civil e a menina passou por exame de corpo de delito, sendo constatado que havia marcas de agressões recentes e antigas. Na investigação, a polícia apontou R.M.da S, madrata da criança, como responsável pela tortura. A jovem mora com o pai da menina há dois anos e está grávida de quatro meses. Ela tem outra filha de um ano e três meses.

Não é primeira vez que a criança é agredida pela madrasta. Desde setembro de 2009 há relatos de agressão da madrasta contra a criança, sendo que já tramitavam na Delegacia de Polícia de Selvíria dois Inquéritos Policiais para apurar os crimes cometidos pela mulher.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TERMPESTADE
Região sul deve ser atingida por outro fenômeno menos devastador que o Ciclone Bomba
LIVE
Mulher de Fábio Porchat aparece pelada em live com Guilherme Boulos
VITIMA DA COVID 19
Antes de morrer de covid-19, jovem manda áudio: ‘Vão desligar os aparelhos’
BRASIL - 64.265 MORTES
Brasil tem 1.577.004 casos de covid-19 diagnosticados
ELEIÇÃO MUNICIPAL 2020
Campanha eleitoral de 2020 deve ser proibido comícios e aglomerações
MORTES POR COVI-19
Mãe e filha morrem vítimas da Covid-19 em intervalo de três dias
PREVENÇÃO COVID 19
Giovanna Antonelli viraliza ao mostrar truque para evitar contaminação
FEMINICÍDIO
Marido é preso após matar mulher asfixiada e na fuga causa acidente de carro e deixa 08 feridos
BORA PRA BONITO - MS - REABERTO
Hotel Águas de Bonito reabre com segurança e estrutura proporcionada para o aconchego em Bonito (MS)
BRASIL - 62.045 MORTES
Brasil passa de 62 mil mortes pelo novo coronavírus