Menu
BANNER EMAGRECEDOR VICENTINA
domingo, 18 de abril de 2021
SADER_FULL
Busca
Brasil

Grandão e Delcídio vão solicitar urgência na criação da UFGD

30 Ago 2004 - 15h05

O deputado federal João Grandão (PT-MS) e o senador Delcídio do Amaral (PT-MS), vão participar amanhã (31/08) de uma audiência em Brasília com os ministros da Casa Civil, José Dirceu e da Articulação Política, Aldo Rebelo, para solicitar que projeto-de-lei que cria a Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), saia da Casa Civil para o Congresso com indicação de regime de Urgência Urgentíssima.

Segundo João Grandão, o projeto da UFGD já está pronto e aprovado pelos ministros da Educação Tarso Genro e do Planejamento Guido Mantega, sendo que o próximo passo é ser encaminhado para o Ministério do Planejamento e para a Casa Civil da Presidência da República. Depois disso, o próximo passo é encaminhar o projeto para o Congresso Nacional.

João Grandão e Delcídio, nesta audiência de amanhã, vão solicitar a intervenção dos ministros José Dirceu e Aldo Rebelo para indicar que o  projeto da UFGD tramite no Congresso Nacional em Regime de Urgência Urgentíssima, o que possibilitará a tramitação na Câmara dos Deputados e no Senado num prazo de 45 dias.

A decisão para a realização desta audiência foi tomada na manhã do último sábado durante reunião entre o deputado João Grandão e o senador Delcídio do Amaral com a comissão de professores pró-criação da UFGD, formada por Damião Duque de Farias, Silvana de Abreu e João Carlos de Souza. Também participou da reunião o secretário Estadual de Governo, Raufi Marques.

Documento assinado pelos ministros Tarso Genro e Guido Mantega afirma que “o desmembramento  da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), com a criação de uma universidade pública numa região onde as instituições de ensino superior não conseguem atender a demanda, é uma clara demonstração de compromisso com o desenvolvimento da região da Grande Dourados que abrange 37 municípios, correspondente a 15,6% do território estadual e a 41,25% da população de  Mato Grosso do Sul. A cidade de Dourados e seu entorno tem a sua economia assentada numa  rodoviária bem estruturada e caracterizada pela alta produtividade agropecuária e industrial. A expansão do ensino universitário público em Dourados desempenhará a função, no contexto regional, de um verdadeiro laboratório difusor de experiências de alta produtividade no País nos setores agropecuários e agroindustriais, voltados para os mercados nacionais e internacionais”.

COMO SERÁ A UFGD

João Grandão afirmou que a implantação da UFGD, proporcionará a criação de 26 novos cursos de graduação, um de Especialização, três de Mestrado e três de Doutorado, que atenderão 2000 alunos, além de concretizar a implantação do Hospital Universitário. O quadro de pessoal previsto para a UFGD compõe-se de 480 docentes, 96 médicos, 281 funcionários administrativos de nível superior, 534 funcionários administrativos de nível médio e 220 funcionários de nível de apoio; totalizando 1131 novos cargos. Colaborou Nicanor Coelho.

 

 

 

Fátima News

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIDEO CAPIVARA NA IGREJA
Capivara invade igreja: 'acho que ela veio rezar conosco', brinca Padre
BEBEDEIRA
Idoso conhece mulher, leva para casa é atacado a facadas
ROUBO DE CARGA
Três mil pessoas roubam carga de carne após carreta tombar e provocam novo acidente
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa credita 1ª parcela do Auxílio Emergencial nesta quinta para nascidos em maio
mulher carro beltrao 1 VIDEO
Mulher cai e fica ferida após ser flagrada em cima de carro em movimento
DESESPERADOR
Covid-19: Brasil registra 3.808 mortes em 24 horas
EXEMPLAR
Cidade modelo que vacinou 64% da população vê casos de covid-19 caírem 78%.
NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições