Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 21 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

Geraldo apoia acessibilidade na Câmara de Deputados

3 Fev 2011 - 17h20Por Assessoria Parlamentar

O deputado Geraldo Resende (PMDB-MS), coordenador da Frente Parlamentar do Congresso Nacional em Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência, destacou, essa semana, as adaptações das instalações do da Câmara Federal para permitir maior acessibilidade às pessoas com deficiência.

Geraldo Resende, que criou coordena a Frente Parlamentar desde sua criação em 2007, está articulando a inclusão de novos membros, entre eles os novos parlamentares que tomaram posse na terça-feira (1.º) e que usam cadeiras de rodas: Mara Gabrilli (PSDB-SP), Rosinha da Adefal (PTdoB-AL) e Walter Tosta (PMN-MG).

Segundo o deputado, as adaptações feitas no Plenário Ulysses Guimarães demonstram a preocupação do legislativo com a questão. “Pela primeira vez, deputados cadeirantes terão acesso à tribuna. Com isso, a Câmara Federal dá o exemplo de envolvimento com uma questão que deve ser inserida na ordem do dia de todas as instituições brasileiras, sejam elas públicas ou privadas”, salienta.

Para que os deputados cadeirantes possam acessar a tribuna, a Câmara instalou uma plataforma elevatória para cadeiras de rodas. Também foi criado um espaço reservado para cada um deles nas pontas do corredor central de acesso ao Plenário, onde foram instalados microfones. Essas medidas possibilitam que os cadeirantes possam usar o microfone para apartes.

As obras fazem parte do Programa de Acessibilidade da Câmara, que há seis anos vem reformando suas instalações para permitir o acesso de pessoas com deficiência - parlamentares, visitantes, funcionários, telespectadores e internautas - aos ambientes, produtos e serviços da Câmara.

Entre as adaptações feitas para garantir dar acessibilidade aos novos deputados cadeirantes constam: instalação de uma plataforma elevatória no plenário para permitir o acesso à tribuna; adaptação e sinalização de três bancadas no Plenário; adaptação de sanitários no plenário; instalação de um sistema óptico de votação eletrônica no plenário; adaptação e reformulação do leiaute da Sala Vip dos deputados para permitir o acesso ao elevador, ao interfone e ao registro de ponto eletrônico; reforma e adaptação dos apartamentos funcionais; reforma e adaptação dos gabinetes funcionais (obra a ser concluída em fev/2011); adaptação de vagas na garagem do Anexo IV e demarcação de rota acessível com reforma no piso; reforma e adaptação do Plenário 2, o 14º e último plenário de Comissões a ser adaptado.

Preocupação

A questão da acessibilidade é uma preocupação constante do deputado Geraldo Resende. Em todas as obras viabilizadas por meio de emendas ou de recursos extraordinários, o parlamentar pede que o projeto arquitetônico obedeça às normas que tratam do assunto. Um exemplo é a Praça Antonio João, na área central de Dourados, que permite acesso total aos cadeirantes.

A construção de uma quadra de esportes no Centro de Apoio “Dorcelina Folador”, viabilizada por meio de uma emenda individual de Geraldo Resende, é outra iniciativa que tem por objetivo propiciar melhores condições de vida às pessoas com deficiência.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SELFIE DA MORTE
Professora tenta tirar selfie e morre afogada ao cair no mar
tratamento precoce prefeito curitiba 100 TRATAMENTO
"Estão no Cemitério", diz prefeito de Curitiba sobre pessoas que usaram tratamento precoce Covid-19
A CASA CAIU
Mulher invade casa e flagra namorado fazendo sexo com outra; veja vídeo
LINHA DE FRENTE
'Ele lutou até o final', diz irmã de médico de 28 anos, após quase um mês morreu de Covid-19
SEU BOLSO
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Na calada da noite, namorado da avó estupra criança de 12 anos e é espancado por vizinhos
CONCURSO PÚBLICO
Concurso da Aeronáutica somam com as 21 mil vagas em outros concursos que a semana oferece
DEU RUIM
Jovem é atingido por raio enquanto usava celular no banheiro
PROVA DO ENEM
Confira as medidas de segurança durante a prova do Enem
SAIU O EDITAL
Com salário de até R$ 23,6 mil, Polícia Federal abre inscrição em concurso no dia 22