Menu
SADER_FULL
segunda, 28 de setembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Exército Brasileiro vai modernizar as unidades em MS

15 Jul 2010 - 12h34Por Diário MS
O chefe do Estado Maior do Exército, general Fernando Sérgio Galvão, está desde ontem em Mato Grosso do Sul para tratar do processo de reestruturação e modernização das unidades militares do Estado, principalmente na região de fronteira com o Paraguai.

Ontem pela manhã, Fernando Galvão esteve na sede do CMO (Comando Militar do Oeste), em Campo Grande. À tarde, o chefe do Estado Maior e o comandante militar do Oeste, general Renato Joaquim Ferrarezzi, se deslocaram até Dourados, onde visitaram as dependências da 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada. Após se reunir por pouco mais de 40 minutos com o comandante da Brigada, general José Carlos Cardoso, para tratar de procedimentos operacionais e administrativos, Galvão seguiu de helicóptero para a região de fronteira com o Paraguai, onde iniciou uma série de visitas aos destacamentos militares instalados na região. Ele iria a Coronel Sapucaia e Iguatemi.

Conforme o oficial de comunicação do CMO, tenente-coronel Rigotti, o chefe do Estado Maior do Exército permanece até início da tarde de hoje na faixa de fronteira, onde deve visitar as unidades militares instaladas em Ponta Porã, Bela Vista e Amambai. Logo em seguida, ele se desloca até Campo Grande e em seguida retorna a Brasília.

Dentro do processo de modernização do Exército está previsto um grande volume de investimentos ao longo dos próximos anos no Estado. A 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada de Dourados, por exemplo, deverá receber ainda neste ano as obras de construção do novo quartel da 14ª Companhia de Comunicação. O prédio vai custar de R$ 5 milhões a R$ 7 milhões e deverá facilitar o desenvolvimento do trabalho de comunicação na região de fronteira, interligando todas as unidades subordinadas à “Brigada Guaicurus”.
Nos últimos anos, a 4ª Brigada tem se consolidado como um importante mecanismo de operações no combate as atividades criminosas na região de fronteira com Paraguai, desenvolvendo um importante trabalho de levantamento e fiscalização das ações criminosas (tráfico de drogas, contrabando e descaminho) características da faixa de fronteiriça com o Paraguai.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Motorista registrou a travessia de uma jiboia na avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. FORA DO HABITAT
VÍDEO: motorista flagra jiboia cruzando pista de avenida no RJ: 'olha isso'
Só queria que me entendessem sem preconceito! PRECONCEITO
Jovem é expulso de casa ao assumir namoro com mulher trans
Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas
o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo PRESIDENTE NA ONU
Bolsonaro diz que brasileiros receberam mil dólares de auxílio
Imagem: Reprodução/Balanço Geral Londrina FUGA EM MASSA
Presos fogem de cadeia após surto de Covid-19
Material estava dentro de uma bexiga e enrolado com fita isolante PROFUNDEZAS DO CRIME
8 celulares e outros materiais são retirados do ânus de preso