Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 1 de agosto de 2021
Busca
Brasil

Exército Brasileiro vai modernizar as unidades em MS

15 Jul 2010 - 12h34Por Diário MS
O chefe do Estado Maior do Exército, general Fernando Sérgio Galvão, está desde ontem em Mato Grosso do Sul para tratar do processo de reestruturação e modernização das unidades militares do Estado, principalmente na região de fronteira com o Paraguai.

Ontem pela manhã, Fernando Galvão esteve na sede do CMO (Comando Militar do Oeste), em Campo Grande. À tarde, o chefe do Estado Maior e o comandante militar do Oeste, general Renato Joaquim Ferrarezzi, se deslocaram até Dourados, onde visitaram as dependências da 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada. Após se reunir por pouco mais de 40 minutos com o comandante da Brigada, general José Carlos Cardoso, para tratar de procedimentos operacionais e administrativos, Galvão seguiu de helicóptero para a região de fronteira com o Paraguai, onde iniciou uma série de visitas aos destacamentos militares instalados na região. Ele iria a Coronel Sapucaia e Iguatemi.

Conforme o oficial de comunicação do CMO, tenente-coronel Rigotti, o chefe do Estado Maior do Exército permanece até início da tarde de hoje na faixa de fronteira, onde deve visitar as unidades militares instaladas em Ponta Porã, Bela Vista e Amambai. Logo em seguida, ele se desloca até Campo Grande e em seguida retorna a Brasília.

Dentro do processo de modernização do Exército está previsto um grande volume de investimentos ao longo dos próximos anos no Estado. A 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada de Dourados, por exemplo, deverá receber ainda neste ano as obras de construção do novo quartel da 14ª Companhia de Comunicação. O prédio vai custar de R$ 5 milhões a R$ 7 milhões e deverá facilitar o desenvolvimento do trabalho de comunicação na região de fronteira, interligando todas as unidades subordinadas à “Brigada Guaicurus”.
Nos últimos anos, a 4ª Brigada tem se consolidado como um importante mecanismo de operações no combate as atividades criminosas na região de fronteira com Paraguai, desenvolvendo um importante trabalho de levantamento e fiscalização das ações criminosas (tráfico de drogas, contrabando e descaminho) características da faixa de fronteiriça com o Paraguai.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CÃOPAINHA
Cachorro toca campainha após ficar trancado fora de casa
SONHO INTERROMPIDO
Ultimo ensaio fotográfico minutos antes de médico sofrer choque e morrer nas vésperas de casamento
OLIMPÍADA
Rebeca é prata e faz história na ginástica olímpica em Tóquio
FENÔMENO DA NATUREZA
Chuva de meteoros será visível na madrugada de quinta para sexta em todo Brasil
A CASA CAIU
Mulheres se unem e surram "valentão" flagrado agredindo ex no meio da rua
CRISE HÍDRICA
Novas fontes preparam MS para a crise hídrica, ressalta governador
ABAIXO DE ZERO
Com -8,6°C, SC registra a menor temperatura do Brasil em 2021, diz Inmet
COVID-19
Em dia de aumento de casos Brasil tem 1.333 óbitos por Covid - 19 nas últimas 24 horas
CONCURSO PÚBLICO
Caixa Econômica convocará 9 mil de concursos e abre mais mil vagas
BRASIL - 550.502 MORTES
Covid-19: país ultrapassa 550 mil mortes e tem 19,7 milhões de casos