Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 15 de janeiro de 2021
Busca
CAMPO GRANDE

Estuprador de universitária é preso na capital

A estudante descreveu o autor aos policiais, que mostraram a ela fotografias de pessoas

13 Abr 2011 - 06h38Por Campograndenews

A universitária vítima de estupro nessa segunda-feira, em Campo Grande, reconheceu o autor do crime pelas diversas tatuagens que ele tem pelo corpo. Ele foi preso no fim da tarde desta terça-feira e foi identificado como sendo Robson Vander Lan, 29 anos, ex-presidiário e fugitivo do regime semiaberto, segundo a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher.

As circunstâncias da prisão de Robson ainda não foram divulgadas.
De acordo com a delegada Christiane Gross, responsável pelas investigações, a acadêmica do curso de graduação em Química da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) declarou que o autor da violência sexual tinha várias tatuagens pelo corpo.

A estudante descreveu o autor aos policiais, que mostraram a ela fotografias de pessoas com as características indicadas. A jovem então identificou Robson como sendo o homem que a violentou sexualmente nas proximidades do Lago do Amor, no campus da instituição federal de ensino superior.

Três das tatuagens foram decisivas para o reconhecimento: a do “coelhinho da playboy” de cabeça para baixo em uma das coxas e duas suástica em duas partes do corpo, sendo uma perto do peito e outra em uma das panturrilhas. As figuras de cor verde, típicas de presidiários, também foi outra informação importante passada pela vítima à Polícia.

Testemunhas também reconheceram Robson. Uma delas é uma mulher que, conforme declarou a Polícia, acredita que não foi abordada por ele porque passou uma viatura policial no momento em que estavam próximos.

A universitária disse à Polícia que Robson a abordou com um canivete e disse que era um assalto. Como ela não tinha nada de valor, ele a levou, sob ameaças, para um local com menos movimento onde cometeu a violência sexual.

Após o crime, o autor fugiu de bicicleta e passou pela avenida Interlagos, em alta velocidade em meio a outros veículos. Um deles teve até que frear bruscamente para evitar um acidente.

A Polícia esteve na casa de familiares de Robson, no Jardim Centenário, onde apreendeu a bicicleta usada por Robson, a máquina de fazer tatuagem e uma pasta com figuras para serem tatuadas (mostruário).

A delegada explicou que o estado emocional da vítima contribuiu para identificação rápida do autor. Segundo Christiane, a jovem é bastante equilibrada e foi precisa nas informações repassadas.
De acordo com a delegada, Robson tem passagem por estupro quando adolescente, e há cerca de 10 anos matou a namorada grávida.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAIU O EDITAL
Com salário de até R$ 23,6 mil, Polícia Federal abre inscrição em concurso no dia 22
DESESPERO EM MANAUS
Médicos e familiares de pacientes descrevem colapso com falta de oxigênio em Manaus; leia relatos
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera saque da última parcela do auxílio emergencial a aniversariantes em julho
HORROR NA NOITE
Crianças são encontradas chorando ao lado de corpos de pais assassinados
DOR E DESCASO
Filho é obrigado abrir cova para enterrar próprio pai por não encontrar coveiro em cemitério
SEUS DIREITOS
Trabalhador afastado por Covid-19 tem direito a auxílio-doença do INSS
COM DESCONTOS
Veja as opções de pagamento do IPVA com desconto
CASA PRÓPRIA
Casa Verde e Amarela substitui Minha Casa Minha Vida com opção para renegociar dívidas e menos juros
FINALISTA LIBERTADORES
Santos atropela Boca Jr e terá o Palmeiras numa final Brasileira
TRAGÉDIA NA PONTE
Motorista morre após caminhão cair de ponte