Menu
SADER_FULL
terça, 30 de novembro de 2021
Busca
Brasil

Estudo vê risco de epidemia de HIV resistente a drogas

13 Mar 2010 - 12h08Por www.apta.org.br / Folha de SP
O aumento da circulação de variantes do HIV resistentes ao tratamento com antirretrovirais nos EUA pode provocar uma epidemia desse tipo de "supervírus" com início nos países desenvolvidos.

O alerta é de um estudo publicado na revista "Science", que analisou a dinâmica de transmissão do vírus em San Francisco, na Califórnia.

Nos últimos 20 anos, a presença do vírus resistente cresceu de forma significativa na cidade, assim como na maioria dos países ricos, onde o tratamento com antirretrovirais é comum.

Como os soropositivos podem transmiti-lo para mais de uma pessoa, os pesquisadores afirmam que a ameaça de epidemia nesses países é real.

Para mapear a evolução do HIV em São Francisco, os cientistas criaram um modelo matemático com os dados das infecções nas últimas duas décadas.

A simulação considerou a transmissão dos três tipos de HIV resistentes aos principais antirretrovirais do mercado.

A partir dessas informações identificaram os fatores do tratamento que levaram à resistência aos medicamentos.

O modelo mostrou que muitos dos HIV resistentes, que têm evoluído nos últimos dez anos, são transmitidos de uma pessoa para outra mais facilmente do que se acreditava.

Essa nova dinâmica, dizem os cientistas, tem potencial para provocar uma nova onda de resistência aos medicamentos.

Embora os remédios tenham conseguido manter a taxa de transmissão do HIV resistente abaixo de 15% do que seria esperado, cerca de 60% dos vírus desse tipo têm potencial para causar epidemias autossustentáveis caso saiam do controle.

"Este estudo não é só sobre San Francisco. É basicamente sobre muitas outras comunidades de países ricos e tem implicações significativas para a saúde global", afirmou Sally Blower, da Universidade da Califórnia em Los Angeles, líder da pesquisa em comunicado à imprensa. Segundo ela, o modelo matemático aplicado à cidade pode ser transposto para "qualquer outro lugar", desde que feitas adaptações necessárias.

Migração viral
Uma das maiores preocupações dos cientistas agora é a disseminação do vírus resistente aos tratamentos nos países pobres.

A chegada desse tipo HIV a locais onde o acesso aos medicamentos é difícil e as políticas de saúde pública são limitadas pode anular os recentes avanços conquistados em áreas mais atingidas pelo HIV, como a África do Sul.

Por enquanto, não há dados sobre a presença do vírus resistente nos países mais pobres. De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), o principal empecilho é a falta de informações confiáveis sobre saúde pública nessas nações.

A insistência da entidade em tratar de maneira semelhante todos os infectados pelo HIV foi alvo de críticas de Blower. "

O mais inquietante é que nosso modelo mostra que a estratégia atual para a eliminação do HIV proposta pela OMS inadvertidamente pode piorar as coisas e aumentar significativamente os níveis de resistência aos medicamentos em muitos países africanos", afirmou a pesquisadora americana.

De acordo com os cientistas, o modelo aplicado na pesquisa pode ser usado para o estudo da dinâmica de outras doenças resistentes a tratamentos.

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO MS
Com estados da região Sul, Azambuja quer integração ferroviária e união para redução de carbono
PIX SAQUE
Pix Saque começa hoje:comércio vê nova ferramenta como chamariz para clientes,mas teme por segurança
TRAGÉDIA NA LINHA DO TREM
vítima comemorou aniversário do marido um dia antes de morrer com a filha em acidente com trem
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 229 óbitos e 9,2 mil novos casos
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid-19: Brasil registra 303 mortes e 12.126 casos em 24 horas
DESESPERO
Vídeo: veja momento em que calçada cede e pessoas caem em rio
PÂNICO NO AEROPORTO
Vídeo mostra passageiros gritando e muito desespero em avião da Azul; veja
EMBOSCADA
Jovem morre após ser atingida por tiro na cabeça
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid -19 casos sobem para 22,043 milhões e mortes, para 613,3 mil
ESTUPRO DE VUNERALVEL
Menina de 11 anos conta para avô que é estuprada pelo padrasto