Menu
SADER_FULL
domingo, 11 de abril de 2021
Busca
Brasil

Estado vai criar novos projetos para atender mais alunos

20 Out 2004 - 17h27
Criar novos projetos e atividades que favoreçam o esporte educacional e reforcem as ações existentes, para beneficiar maior número de estudantes, foram os temas centrais da reunião que aconteceu hoje pela manhã, na Secretaria de Estado de Educação (SED), que contou com a participação dos secretários Hélio de Lima (Educação) e Rodrigo Terra (da Juventude e do Esporte e Lazer) e do presidente do Conselho Regional de Educação Física (Cref), Domingos Sávio da Costa.

Os projetos Xadrez nas Escolas e Segundo Tempo, desenvolvidos pela SED com apoio da Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) e participação ativa de profissionais de Educação Física, beneficiam milhares de estudantes das escolas estaduais de Campo Grande. Além disso, a secretaria de Educação deu início, em maio, ao projeto Judô nas Escolas e também quer contar com o apoio da Sejel para que mais estudantes sejam beneficiados.

Hélio de Lima quer que em 2005 a parceria com a Sejel seja mais unificada e efetiva. “Temos que otimizar nossas atividades, em conjunto, para que professores de Educação Física e alunos possam melhorar o rendimento e aproveitar bem a qualidade das aulas dessa disciplina”, afirma.

Rodrigo Terra colocou a urgência de as secretarias fazerem um projeto que possa englobar as necessidades prioritárias, num primeiro momento, e depois outras atividades que possam auxiliar os professores de Educação Física no trabalho diário.

De acordo com a técnica Ubiracy Barbosa Serrou da Silva, a SED já está realizando um trabalho pedagógico para os profissionais de Educação Física. “No dia 8 de outubro, realizamos a última capacitação deste ano com os professores. Conseguimos atender, de abril até agora, mais de 200 profissionais em seis cidades. A meta é beneficiar, até 2006, todos os professores dessa disciplina da rede estadual.”

Para o presidente do Cref, a partir de ações empenhadas dos secretários, buscando a valorização dos profissionais da área, os projetos e atividades de Educação Física terão avanços efetivos. “Há uns 10 anos, os professores de Educação Física perderam a auto-estima, o interesse e o incentivo para novos conhecimentos. Com essa valorização que a SED e a Sejel estão aplicando, os resultados poderão ser vistos a médio prazo”, avalia Domingos Sávio.


Excelência - No dia 30 de agosto, durante a audiência do atleta Benjamim Insfran com o governador Zeca do PT, o secretário da Sejel anunciou a implantação de um Centro de Excelência em esportes para o aprimoramento dos atletas sul-mato-grossenses.

A idéia, segundo Rodrigo Terra, “é reunir nesse centro os 30 melhores atletas das 10 principais modalidades olímpicas. Eles terão todo o apoio técnico necessário para treinar e melhorar o desempenho. Durante a estada do atleta no centro, o governo custeará todas suas despesas”.

“O ideal é melhorarmos as condições físicas de nossos alunos para que possam competir com igualdade com outros estudantes e consigam as vagas para participar do centro de esportes. Temos muitos talentos nas nossas escolas estaduais, o que está faltando é apenas a chance deles se apresentarem”, conclui Hélio de Lima.
 
 
Agência Popular

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições
MORTANDADE
Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez
COPA LIBERTADORES
Santos vence o San Lorenzo na Argentina e abre vantagem por vaga nos grupos da Libertadores
FATALIDADE
Técnico de informática morre após levar choque a partir de fone de ouvido
CANALHA
Pai comete estupro e diz que filha precisa saber "como é ter um homem"
SOB INVESTIGAÇÃO
Cantor gospel e pastor é encontrado morto e amarrado em árvore
CONTAMINAÇÃO
Igrejas superam mercado e consultório médico em risco de transmissão de Covid-19, aponta estudo
CRISE NA PANDEMIA
Número de brasileiros que vivem na pobreza quase triplicou em seis meses, diz FGV