Menu
SADER_FULL
domingo, 11 de abril de 2021
Busca
Brasil

Duas pessoas morrem em queda de ultraleve na Capital

27 Set 2004 - 07h51

O acidente aconteceu no domingo à tarde. O ultraleve caiu ao tentar fazer a curva para pousar na pista auxiliar do aeroporto Teruel. Duas pessoas morreram na hora.

 

Morreram na queda o instrutor de vôo, Antônio Marcondes de Lima e Flávio de Oliveira Bisaste que veio de São Paulo para comprar a aeronave.

 

As informações de quem trabalha no aeroporto são de que a aeronave tinha acabado de sair da revisão. O comprador fazia um vôo de reconhecimento.

 

O dono de hangar Geraldo Barbetta explicou que o ultraleve fez manobra para pouso e deve ter acontecido algum problema no sistema da aeronave.

 

Pilotos que conheceram o instrutor foram até o local da queda. Vistoriaram o ultraleve e lamentaram a morte do amigo. O piloto Rubens Gomes Ferreira, amigo do instrutor de vôo, disse que Lima trabalhava há mais de 10 anos na área.

 

O ultraleve não é regulamentado, por isso não haverá perícia especializada que seria feita pela Aeronáutica.
 
TV Morena
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições
MORTANDADE
Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez
COPA LIBERTADORES
Santos vence o San Lorenzo na Argentina e abre vantagem por vaga nos grupos da Libertadores
FATALIDADE
Técnico de informática morre após levar choque a partir de fone de ouvido
CANALHA
Pai comete estupro e diz que filha precisa saber "como é ter um homem"
SOB INVESTIGAÇÃO
Cantor gospel e pastor é encontrado morto e amarrado em árvore
CONTAMINAÇÃO
Igrejas superam mercado e consultório médico em risco de transmissão de Covid-19, aponta estudo
CRISE NA PANDEMIA
Número de brasileiros que vivem na pobreza quase triplicou em seis meses, diz FGV