Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 29 de março de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
POLONIO IMÓVEIS
Brasil

Distribuição de ambulâncias favorece prefeituras do PT

29 Jun 2004 - 17h29
A distribuição de ambulâncias do Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) do governo federal favorece prefeituras petistas. Das seis cidades beneficiadas pelo programa até o próximo dia 3 de julho, prazo determinado pela legislação eleitoral para que prefeitos possam participar de eventos públicos dessa natureza, cinco são administradas pelo PT.

O Ministério da Saúde nega que haja favorecimento. Segundo o responsável pelo Samu, é "coincidência" a predominância de prefeituras petistas. Ele diz que o critério de escolha das cidades é técnico.

Segundo o ministério, os municípios que, até 3 de julho, terão recebido as ambulâncias são, além de Porto Alegre e São Paulo, que já receberam, Diadema (cinco veículos), Piracicaba (cinco), Ribeirão Preto (sete) e Marília (três), todas no interior de São Paulo.

Destas, a única que não é administrada pelo PT é Marília, cujo prefeito é do PMDB, partido aliado ao governo.

Ontem, foi a vez de Porto Alegre, capital administrada pelo PT há mais tempo (desde 1989), receber 16 ambulâncias novas. No último dia 23, onde a reeleição de Marta Suplicy é considerada prioritária pelos petistas, São Paulo recebeu 52 veículos.

Coincidência

Segundo o diretor do Departamento de Atenção Especial do Ministério da Saúde, Arthur Chioro, a quem está subordinado o Samu, o fato de cinco das seis prefeituras que receberão as ambulâncias do Samu neste período serem administradas pelo PT é "coincidência".

"O critério utilizado para escolher as cidades é claro: quem já tinha Samu organizado recebe primeiro", afirmou. Ao listar as cidades que receberão as ambulâncias, no entanto, Chioro admite que, em muitas, a criação do serviço é recente.

A concentração em municípios paulistas, segundo Chioro, acontece porque os veículos estavam em São Bernardo do Campo --eles foram fabricados por uma montadora que fica na cidade.

Segundo ele, além das seis cidades citadas inicialmente pelo ministério, João Pessoa e Campina Grande, na Paraíba, também receberão ambulâncias nesta semana, e Curitiba teria desmarcado a cerimônia por iniciativa da própria prefeitura.

Curitiba é administrada pelo PFL, e Campina Grande pelo PT. Na Secretaria de Saúde de João Pessoa, cujo prefeito é do PSDB, não há qualquer informação sobre o recebimento de ambulâncias nesta semana.

Chioro afirmou ainda que o ministério dispõe, para este ano, de 1.480 ambulâncias, e, até agora, recebeu pedidos no total de 1.250 veículos. Com isso, ele acredita, será possível atender a toda a demanda nacional.
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

REUNIÃO TENSA
‘Estamos preparados para ver caminhões do Exército com corpos?’, questiona Mandetta a Bolsonaro
BRASIL 117 MORTES
Casos de coronavírus no Brasil em 29 de março
FÁTIMA DO SUL - ATENÇÃO COMÉRCIO
Em novo Decreto, confira o que vai poder abrir e permanecer fechando nesta segunda em Fátima do Sul
CORONAVÍRUS NO BRASIL
Justiça suspende trecho decreto de Bolsonaro que livra igrejas de quarentena
CORONAVÍRUS NO BRASIL
Senado votará na segunda auxílio de R$ 600 para trabalhadores
TRABALHO VOLUNTÁRIO
Detentas começam confeccionar máscara de proteção para atender Jateí, Vicentina e Fátima do Sul
COVID-19 NO BRASIL
Brasil tem 92 mortes e 3.417 casos confirmados de novo coronavírus, diz Ministério da Saúde
PANDEMIA CORONAVIROS
São Paulo tem 68 mortos por coronavírus, média de uma a cada 2 horas e 20 minutos, e 1.223 casos
LINHA DE CRÉDITO
Governo lança pacote de R$ 40 bi para socorrer pequenas e médias empresas
AMOR AO PROXIMO
Xuxa vai doar R$ 1 milhão ao SUS para combate ao coronavírus